Sidebar

14
Sex, Dez

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Sem sucesso em sua campanha, o Palácio do Planalto libera geral e abre as torneiras em troca dos votos para aprovar a reforma da Previdência. Ou seja, temer liberará R$ 30 bilhões em emendas parlamentares para a sua base em troca dos 308 votos necessários para acabar com o maior programa de distribuição de renda do país, a Previdência Social pública.

De acordo com interlocutores do governo, Temer avalia ter um "arsenal" maior do que o usado em votações importantes do ano passado para convencer o Congresso a votar a matéria e aglutinar a base.

Os picos de liberação de emendas ocorreram depois de vir à tona o conteúdo da delação premiada do empresário Joesley Batista, do Grupo J&F, dono da JBS, que gravou uma conversa com Temer no Palácio do Jaburu, em 7 de março.

Toma lá, dá cá...

Contrariando todo o discurso dos caciques do governo Temer, a liberação de emendas parlamentares atingiu o maior valor liberado dos últimos quatro anos. Ao todo, foram R$ 10,7 bilhões, um crescimento de 48% em relação ao ano anterior. 

Portal CTB - Com informações da Época Negócios

0
0
0
s2sdefault