Sidebar

13
Qui, Dez

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

​A 137ª pesquisa presidencial da CNT/MDA, divulgada nesta segunda-feira (20), aborda as intenções de votos nas eleições de outubro em cenários de primeiro e segundo turnos, com e sem a presença de Lula.

Este é o primeiro levantamento realizado pelo instituto desde o início oficial da campanha eleitoral 2018. A pesquisa foi realizada entre os dias 15 e 18 de agosto de 2018. Foram ouvidas 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 Unidades Federativas, das cinco regiões do país.

Os resultados mostram crescimento e liderança do ex-presidente Lula na intenção de voto para presidente da República, com Jair Bolsonaro na segunda posição. O ex-presidente ganha em todos os quatro cenários simulados de segundo turno. 
 
Outro dado levantado na pesquisa é a certeza do voto - entre os eleitores de Lula, 82,3% consideram o voto como definitivo. 
 
Sem Lula 
 
Caso o ex-presidente Lula seja impedido de concorrer a presidente da República, dos 37,3% que afirmam votar nele na pergunta estimulada, 17,3% iriam para Fernando Haddad.
 
O restante dos votos se distribuiria da seguinte maneira: 11,9% para Marina Silva, 9,6% para Ciro Gomes, 6,2% para Jair Bolsonaro, 3,7% para Geraldo Alckmin, 0,8% para Guilherme Boulos, 0,7% para Alvaro Dias, 0,7% para Henrique Meirelles, 0,5% para Vera; 0,3% para Cabo Daciolo, 0,3% para João Amoêdo, 0,1% para João Goulart Filho.
 
Nos cenários de 2º turno sem o ex-presidente Lula, observa-se empate técnico nas seis simulações realizadas, envolvendo os nomes de Jair Bolsonaro, Marina Silva, Geraldo Alckmin e Ciro Gomes. 
 
A avaliação da atuação do presidente Michel Temer e a sua aprovação atingem os menores níveis da série histórica das pesquisas CNT de Opinião, realizadas desde 2001. É positiva para 2,7% dos entrevistados contra 78,3% de avaliação negativa. A aprovação do desempenho pessoal do presidente atinge 6,9% contra 89,6% de desaprovação
 

Resumo dos resultados

Eleição presidencial 2018 

Lula: 37,3%
Jair Bolsonaro: 18,8%
Marina Silva: 5,6% 
Geraldo Alckmin: 4,9% 
Ciro Gomes: 4,1% 
Alvaro Dias 2,7% 
Guilherme Boulos: 0,9% 
João Amoêdo: 0,8% 
Henrique Meirelles: 0,8% 
Cabo Daciolo: 0,4% 
Vera: 0,3% 
João Goulart Filho: 0,1% 
José Maria Eymael: 0,0% 
Branco/Nulo: 14,3% 
Indecisos: 8,8%.
 
• Entre os eleitores de Lula, 82,3% consideram o voto como definitivo e 17,7% consideram que pode mudar. 
• Entre os eleitores de Jair Bolsonaro, 70,7% consideram o voto como definitivo e 29,3% consideram que pode mudar. 
• Entre os eleitores de Marina Silva, 33,9% consideram o voto como definitivo e 66,1% consideram que pode mudar. 
• Entre os eleitores de Geraldo Alckmin, 36,7% consideram o voto como definitivo e 63,3% consideram que pode mudar. 
• Entre os eleitores de Ciro Gomes, 37,3% consideram o voto como definitivo e 62,7% consideram que pode mudar. 
• Entre os eleitores de Alvaro Dias, 64,8% consideram o voto como definitivo e 35,2% consideram que pode mudar. 
 
2º TURNO: Intenção de voto ESTIMULADA

CENÁRIO 1: Lula 49,4%, Ciro Gomes 18,5%, Branco/Nulo: 27,2%, Indecisos: 4,9%.
CENÁRIO 2: Lula 49,5%, Geraldo Alckmin 20,4%, Branco/Nulo: 25,2%, Indecisos: 4,9%.
CENÁRIO 3: Lula 50,1%, Jair Bolsonaro 26,4%, Branco/Nulo: 19,1%, Indecisos: 4,4%.
CENÁRIO 4: Lula 49,8%, Marina Silva 18,8%, Branco/Nulo: 26,7%, Indecisos: 4,7%.
CENÁRIO 5: Jair Bolsonaro 29,4%, Ciro Gomes 28,2%, Branco/Nulo: 32,7%, Indecisos: 9,7%.
CENÁRIO 6: Jair Bolsonaro 29,4%, Geraldo Alckmin 26,4%, Branco/Nulo: 35,0%, Indecisos: 9,2%.
CENÁRIO 7: Jair Bolsonaro 29,3%, Marina Silva 29,1%, Branco/Nulo: 33,3%, Indecisos: 8,3%.
CENÁRIO 8: Ciro Gomes 26,1%, Marina Silva 25,2%, Branco/Nulo: 40,0%, Indecisos: 8,7%.
CENÁRIO 9: Marina Silva 26,7%, Geraldo Alckmin 23,9%, Branco/Nulo: 40,8%, Indecisos: 8,6%.
CENÁRIO 10: Ciro Gomes 25,3%, Geraldo Alckmin 22,0%, Branco/Nulo: 42,6%, Indecisos: 10,1%.
 
Portal CTB com informações da CNT/MDA
 
 
0
0
0
s2sdefault