Sidebar

21
Qui, Jun

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Manuela D’Ávila, pré-candidata do PCdoB à Presidência da República, esteve na 20ª Reunião da Direção Executiva da CTB nesta sexta-feira (15), em São Paulo. Ela recebeu o carinho das trabalhadoras e trabalhadores da central, que se mostrou aberta ao diálogo com as candidaturas a favor do povo.

“É com muito orgulho que recebemos a visita da pré-candidata. Estamos aqui para ouvir o que ela tem a dizer sobre as propostas para tirar o Brasil da crise e colocá-lo nos trilhos de crescimento e do emprego”, afirmou Adilson Araújo, presidente da CTB.

A seguir, a pré-candidata Manuela agradeceu a recepção e enfatizou que “vivemos um tempo de resistência e de sonho. Estamos num mar revolto” de retirada de direitos da classe trabalhadora. Reforçou ainda a disposição de trabalhar pela unidade das forças democráticas para tirar o país da crise.

Para ela, “a reforma trabalhista e a reforma da previdência são cruéis com a classe trabalhadora” porque “desregulamentam o trabalho”. Por isso, argumenta, “estou aqui para pedir o apoio para construir um Projeto Nacional de Desenvolvimento”.

De acordo com a comunista gaúcha, “é preciso unir o povo brasileiro para falar sobre o futuro”. Ressaltou ainda que a classe trabalhadora sofre com as reformas do governo de Michel Temer, mas “as mulheres trabalhadoras estão passando pelas piores inseguranças”.

Lembrou ainda que metade das mulheres tem muita dificuldade de retornar ao mercado de trabalho após darem à luz. “Para além de trabalhar em condições insalubres, as mulheres sofrem mais com o desemprego, com a informalidade e com a falta de escolas e creches”.

Ao encerramento do seu discurso, Manuela recebeu uma homenagem e vestiu o boné da CTB. A pré-candidata afirmou que não está brincando de disputar eleição, que defende a unidade de todas as forças que lutem “em defesa do Brasil e da classe trabalhadora”.

Portal CTB – Marcos Aurélio Ruy

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.