Sidebar

11
Ter, Dez

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Cerca de 50 mil manifestantes de todo o país caminham agora do estádio Mané Garrincha até a frente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na capital federal, um percurso de seis quilômetros.

A Marcha Lula Livre foi organizada pelo MST e outros movimentos sociais e vai ao tribunal garantir o registro da candidatura do ex-presidente Lula no TSE e defender sua liberdade e seu direito de ser candidato à presidência. Esta quarta (15) é o último dia para que os presidenciáveis registrem suas candidaturas. 

A manifestação reúne pessoas vindas de diferentes regiões do país: a coluna Prestes vem do Sul e Sudeste, saindo do aeroporto. A coluna Tereza Benguela é composta por militantes do Centro-Oeste e parte da rodoviária, enquanto a coluna Ligas Camponesas sai do Balão do Torto, região próxima à residência de campo do governo brasileiro em Brasília.

O argentino Pérez Esquivel, ganhador do prêmio Nobel da Paz, participa da marcha e discursou há pouco, ao lado de outras lideranças sociais e políticas.

Dirigentes da CTB e de outras centrais sindicais também marcam presença na marcha, que está agora em frente ao TSE. O registro da candidatura de Lula deve ser protocolado no tribunal no fim da tarde. 

Neste momento, as presidentas dos partidos PCdoB e PT, Luciana Santos e Gleisi Hoffman, encaminham o pedido de registro ao tribunal. Após a oficialização do pedido, Fernando Haddad e Manuela D'ávila falarão ao público em palco montado próximo ao edíficio do TSE.

Confira fotos da Marcha:

Portal CTB com informações e fotos de Ruth de Souza

0
0
0
s2sdefault