Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Durante seminário sobre as perspectivas do governo Bolsonaro, as fundações do PCdoB, PT, PSOL, PDT, PSB e Pros lançaram nesta quinta (31), em Brasília, o Observatório da Democracia.

Acesse o Observatório da Democracia aqui!

De acordo com texto base de fundação, o Observatório nasce com o compromisso de manutenção da soberania e da democracia no País.

“A conjuntura cobra absoluto monitoramento do governo atual, com posições em relação a ele, a partir da produção de informações consistentes e verdadeiras”, diz  James Lewis, representante da Fundação João Mangabeira (PSB).

Frente Ampla em defesa da democracia, do Brasil e dos direitos do povo

Durante a tarde o presidente da Fundação Maurício Grabois, Renato Rabelo, comentou a necessidade das forças progressistas de buscarem a construção de uma frente ampla. "Essa visão de frente ampla, nas condições atuais, tem como centro de gravidade, o seu mote, a defesa da democracia ameaçada como posição para o avanço das outras grandes bandeiras. Porquanto o pressuposto da liberdade politica, partidária, sindical, minorias, de organização e mobilização popular é que permite prosseguir na luta pelos direitos do nosso povo e a soberania nacional. As ameaças à liberdade política são explícitas – o governo tem um ímpeto saliente de autoritarismo e tendência fascistizante" destacou Renato.

"Como se relaciona as forças populares ou uma frente popular, que reúna a esquerda com a frente ampla? Os comunistas do PCdoB, com sua longa experiência nesses períodos antidemocráticos e de restrição às liberdades têm pontuado que o campo popular deve se constituir como um núcleo da frente democrática ampla, procurando indicá-la para as posições oposicionistas mais consequentes. São frentes de conteúdo popular dentro de uma frente maior de perfil democrático. Desse modo, a Frente Brasil Popular e a Frente Povo sem Medo devem fazer parte dessa frente sem diluir-se nela, mas sendo uma base de unidade popular dentro da frente maior. Daí a importância da crescente unidade popular" completou o presidente da FMG.

Ato de lançamento

 

Ao final do dia, lideranças nacionais dos seis partidos participaram de um grande ato de lançamento do Observatório. As presidentas nacionais do PCdoB, Luciana Santos e do PT, Gleisi Hoffmann, além do ex-candidato a presidente da República Guilherme Boulos participaram da atividade.

A presidenta nacional do PCdoB e vice-governadora de Pernambuca, Luciana Santos lembrou que "é preciso mais do que nunca que a gente aprofunde esse debate e faça a resistência necessária. Resistência, amplitude e muita sagacidade".
Ela reafirmou a necessidade das forças progressistas lutarem pela democracia.  "Nós precisamos garantir um processo de acúmulo de forças pela democracia. Bandeira que por si só é ampla" afirmou Luciana.

Portal CTB - Com informações do Portal Vermelho

0
0
0
s2sdefault