Sidebar

14
Sex, Dez

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O governo federal deverá anunciar ainda nesta semana um corte de até R$ 25 bilhões no orçamento de 2018. As declarações foram dadas durante a gravação do programa “E Agora, Brasil”, da Globo.

Cerca de R$ 13 bilhões referem-se a um bloqueio que visa garantir o cumprimento da meta para as contas públicas. Outros R$ 8 bilhões são cortes de despesas correntes do governo para se adequar ao rigoroso teto de gastos, instituído com a chamada PEC do Fim do Mundo, aprovada pelo Congresso no ano passado.
 
O governo condicionou a melhora nas contas públicas de 2018 à privatização da Eletrobras, eleita como prioridade número 2, depois da reforma da Previdência. 
 
"Dado o sinal verde para a privatização da Eletrobras pelo Legislativo, esses valores poderão voltar a ser incluídos como receita propriamente dita na peça orçamentária", diz o texto, sem informar que a venda da estatal gerará um custo mensal ao consumidor que se estenderá por 30 anos.
 
A maior parte da população acaba arcando com as contas em diversas frentes. Além do aumento na conta de luz, nos gastos com combustível, já de saída, no início de janeiro, a equipe econômica garantiu uma economia de R$ 7 bilhões ao não reajustar o salário mínimo de acordo com o índice da inflação.
 
O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, informou que até o final desta semana será divulgado em detalhes o contingenciamento de gastos para o orçamento de 2018.
 
Portal CTB com agências 
 
 
 
 
0
0
0
s2sdefault