Sidebar

13
Ter, Nov

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O presidente do Senado, Eunício de Oliveira, incluiu de última hora na pauta que será analisada hoje na casa o aumento salarial de ministros do STF. 

A matéria, que poderá ser aprovada nesta quarta-feira (7), trata de dois projetos de lei que aumentam o salário dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) e do procurador-geral da República de R$ 33.763 para R$ 39.293.

Aprovada na Câmara dos Deputados, a proposta de aumento está parada na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado há 2 anos. O senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) é o relator da matéria que teve um voto contrário ao aumento.

A aprovação do aumento elevaria não só os salários dos ministros do STF, mas teria um efeito em cascata, já que definirá o teto salarial de todos os servidores públicos no país, afetando parlamentares, juízes, procuradores e promotores. 

Nos cálculos do relator da matéria, senador Ricardo Ferraço, a conta extra nas contas públicas pode chegar a R$ 6 bilhões por ano.

Portal CTB com agências

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.