Sidebar

12
Qua, Dez

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O posicionamento na entrega do pré-sal, a terceirização irrestrita, a "reforma" trabalhista, a EC 95 são temas que devem ser trabalhados para alertar população na hora da definição do voto.

Essa é a opinião do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) lastreada em amplo estudo sobre o mapa das votações da legislatura que se encerra em 2019.

“O mapeamento revela que deputados e senadores votaram, sobretudo depois do golpe de 2016, contra a classe trabalhadora e os interesses nacionais”, indica o estudo.

O levantamento deixa claro que está por traz do golpe e a centralidade das eleições em 2018. Em especial, o desafio de mudar a configuração do Congresso Nacional, de modo a ter as condições necessárias para revogação das principais medidas tomadas durante o governo ilegítimo de Michel Temer.

"Com este trabalho, o Diap cumpre sua missão institucional de acompanhar as atividades do Poder Legislativo federal e busca dar transparência aos comportamentos, atitudes e votos dos deputados e senadores nas matérias de interesse da sociedade, em geral, e da classe trabalhadora, em particular", afirma Celso Napolitano, presidente do Departamento.

Acesse o estudo: 

Mapa de Votações – Câmara dos Deputados e Senado Federal – 2015 a 2019 – 55ª legislatura by redebrasilatual on Scribd

Portal CTB - Com informações do Diap

 

 

 

0
0
0
s2sdefault