Sidebar

14
Sex, Dez

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

As informações são do levantamento da ONG Global Witness que indicou o assassinato de 57 defensores da terra e do ambiente somente em 2017,oito a mais que no ano anterior. Os dados, divulgados nesta terça (24), revelam que em todo o mundo foram 207 assassinatos.

Na comparação, os pesquisadores alertaram que 2017 foi o ano com mais mortes desde que o levantamento começou a ser feito, em 2002, com quase 4 assassinatos por semana. Entre os continentes, a América Latina lidera o ranking com 60% dos casos. São casos de líderes indígenas, ativistas comunitários e ambientalistas.

Cenário brutal
 

A organização indica que, no Brasil, metade das mortes registradas ocorreu em três chacinas, que juntas deixaram 25 mortos. Entre elas, a que ocorreu em 19 de abril, quando nove sem-terra foram mortos na gleba de Taquaruçu do Norte, em Colniza (MT).

Outros dois casos são citados pelo relatório. Um ocorrido em 7 de agosto, quando seis pessoas foram encontradas mortas na comunidade quilombola Iuna, em Lençóis, na região da Chapada Diamantina, na Bahia. E outro ocorrido em 30 de abril, deixando 22 membros do povo indígena Gamela que foram gravemente feridos, alguns com as mãos praticamente decepadas por fazendeiros na região de Viana (MA) munidos com facões e rifles. 

Comissão Pastoral da Terra

A Global Witness se baseia em várias organizações, entre elas a Comissão Pastoral da Terra, para fazer seu relatório. Eles apontam que a diferença se dá pelos critérios usados, visto que, além de documentar os assassinatos de defensores da terra e do meio ambiente, a CPT também inclui trabalhadores rurais assassinados devido ao seu ativismo trabalhista e sindical ou em conflitos de terras gerados pela falta de ação governamental para resolver as causas estruturais da violência no campo.

Tanto a CPT quanto a Global Witness não chegaram a contabilizar as supostas mortes de 10 índios isolados que teriam ocorrido no Vale do Javari, já que os corpos nunca foram encontrados.

Portal CTB - Com informações do Terra

 
0
0
0
s2sdefault