Sidebar

20
Seg, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Como embaixadora da Organização das Nações Unidas Mulheres (ONU Mulheres), a atriz Camila Pitanga gravou um vídeo (assista abaixo) onde pede a igualdade como presente pelo Dia Internacional da Mulher.

O ideal para Camila é ter “consciência, respeito, equidade salarial, fim do assédio sexual de todas as formas, fim do racismo”. Aí ela pergunta: “você homem, mulher, sociedade, governo é capaz de me dar este presente?”

A campanha da ONU Mulheres faz parte do programa “Por um planeta 50-50 em 2030: um passo decisivo pela igualdade de gênero”, do qual o Brasil foi um dos primeiros signatários. O programa faz parte da Agenda 2030 da ONU, que visa um mundo mais igual e justo.

Para Ivânia Pereira, secretária da Mulher Trabalhadora da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), essa "é uma ótima iniciativa para chamar as mulheres a se engajarem mais na luta por seus direitos e por ampliação de sua participação nas decisões importantes para o país".

De acordo com ela , a ONU Mulheres tem sido uma parceira no "combate a todas as formas de violência que as mulheres são submetidas diariamente".

“Temos de quebrar o ciclo perverso da violação de direitos das mulheres. Isso implica mudanças concretas e diárias dentro de casa, nas estratégias e nos investimentos em políticas públicas, no avanço de leis que garantam os direitos das mulheres, na responsabilidade de empresas para enfrentar barreiras que ainda impedem salário igual”, diz Nadine Gasman, representante da ONU Mulheres Brasil.

Assista vídeo com Camila Pitanga:

 

Cartilha “Vamos conversar?” sobre os direitos das mulheres

Em Brasília, a ONU Mulheres, a Secretaria Adjunta de Políticas para as Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos do Distrito Federal, o Ministério Público e o Tribunal de Justiça do Distrito Federal lançam a cartilha “Vamos conversar?”

O objetivo é debater e divulgar estratégias de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra as mulheres. Lembrando que no Brasil cerca de 50 mil mulheres são assassinadas anualmente.

Acesse a cartilha aqui.

Leia mais:

Direitos das mulheres negras serão destaque nas manifestações desta terça (8)

Serviço

Lançamento da cartilha “Vamos conversar?”

Data: 8 de março de 2016
Horário: 18h
Local: Teatro Pedro Calmon (Setor Militar Urbano) – Brasília

Marcos Aurélio Ruy - Portal CTB com agências

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.