Sidebar

24
Dom, Mar

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O amor entre mulheres é o tema de espetáculo em cartaz no palco do Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo até dia 26 de fevereiro. A peça teatral L, O Musical, que tem dramaturgia e direção de Sérgio Maggio, conta a história de Ester Rios, uma renomada autora de novelas (interpretada por Elisa Lucinda) radiante com o sucesso do primeiro folhetim que traz um triângulo amoroso formado por mulheres.

Ester divide seu cotidiano profissional e afetivo com as amigas e o público conhece a atriz Ruth D'Almeida (Ellen Oléria), ex de Ester, Ruth, e a coautora de novelas Anne (Renata Celidônio), casada com um homem, mas apaixonada por Ester. Ester namora a militante LGBT Simone (Gabriela Correia).

A chegada de notícias inesperadas acaba mudando o destino de todas elas e tudo isso é contado por meio de músicas que abordam o universo feminino, entre elas algumas de autoria de Maria Bethânia, Angela Ro Ro, Adriana Calcanhoto, Cássia Eller, Zélia Duncan e Simone.

L, O Musical aborda com humor refinado o direito incondicional de amar de forma livre, sem regras nem preconceito. No vídeo de apresentação da peça, a atriz, poeta e escritora Elisa Lucinda afirma que se trata de uma obra com uma importante potência política: “Representa muito pra mim. É um desafio de linguagens, um mix, um intercâmbio de atrizes de vários lugares, uma banda toda feminina… É uma ousadia porque tudo é feito sob o domínio e sob o signo femininos. Um espetáculo de muita força política, poético, feminino, amoroso e por isso mesmo antibélico”.

“O amor entre mulheres é uma coisa natural. Não existe essa diferença do amor homem/mulher, homem/homem, mulher/mulher. As pessoas deviam se amar e seguir os seus desejos e seus instintos a todo momento, sem travas. Eu quero muito que as pessoas saiam de lá com esse pensamento de 'olha como é natural'”, diz a atriz Renata Celidônio.

Para Gabriela Correa, a peça apresenta a força de mulheres guerreiras: “Dessa vez, a gente vai tratar sobre as mulheres e a relação que elas têm com a família, com o amor, com o passado, com a dor que é existir. Eu espero que as pessoas se surpreendam com o espetáculo, que se identifiquem e sintam-se acolhidas pela temática. São mulheres guerreiras, decididas, que sabem o que querem e que lutam pelo o que têm e pelo o que querem ter. Eu acho importante trazer esse tipo de empoderamento e esse tipo de representatividade”.

Com 110 minutos, a obra tem direção musical de Luís Filipe de Lima, direção de movimento de Ana Paula Bouzas, direção de produção de Ana Paula Martins e conta também com as atrizes Tainá Baldez e Luiza Guimarães. A peça já passou pelo CCBB Brasília e Rio de Janeiro e deve seguir para a unidade de Belo Horizonte depois da turnê na capital paulista. As apresentações em São Paulo são às sextas, aos sábados, domingos e às segundas-feiras. No dia 22 de janeiro, a entrada é gratuita e haverá um bate-papo com o diretor e o elenco após a peça.

L, O Musical

Quando: às sextas (20h), sábados (20h), domingos (18h) e segundas (20h)
Onde: CCBB SP
Rua Álvares Penteado, 112, centro, São Paulo
Quanto: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)
Mais informações: (11) 3113-3651

Ficha técnica

Direção geral e dramaturgia: Sérgio Maggio
Direção musical: Luís Filipe de Lima
Artistas-criadoras: Elisa Lucinda, Ellen Oléria, Renata Celidônio, Gabriela Correa, Tainá Baldez e Luiza Guimarães
Classificação: 16 anos

Fonte: Rede Brasil Atual. Foto: Divulgação

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.