Sidebar

15
Seg, Jul

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O documentário "Mulheres negras: projetos de mundo", estreia em Salvador nesta quinta-feira (26). O filme é dirigido pela feminista negra Day Rodrigues em parceria com Lucas Ogasawara e reúne depoimentos de ativistas que atuam em diferentes áreas.

Entre os participantes, estão Djamila Ribeiro, Ana Paula Correia, Aldenir Dida Dias, Preta Rara, Nene Surreal, Francineta Loiola, Luana Hansen, Monique Evlle e Andreia Alves. Essas nove vozes são apresentadas de maneira suave e potente. Em seus depoimentos, cada uma fala da sua experiência de sobrevivência calcada em sua raça, gênero e classe, desvendando o que significa habitar em pele negra.

mulheres-negras33.png

Assim, o documentário traz contribuições sobre o feminismo negro e sua importância. “Há narrativas e projetos de mundos. O feminismo negro é uma grande potência teórica para as pesquisadoras negras, pela via acadêmica e por outras construções, em outros espaços, e isso pode ser percebido nas falas das entrevistadas”, conta Day Rodrigues.

Ao reverberar estas falas, a linha narrativa projeta o resgate de uma humanidade historicamente negada. "Há poucas coisas tão poderosas e transformadoras no mundo do que a união entre mulheres. Quando se trata de mulheres negras, as experiências coletivas regem as trajetórias desde a vinda forçada para o Brasil, a resistência e luta pela liberdade e, quando livres, ainda padecendo do racismo persistente na sociedade brasileira". afirma.
 
Assista ao trailer:
 
 
 
Serviço:

Mulheres Negras: Projetos de Mundo
Duração: 25 minutos
Quando: 26 de janeiro (quinta-feira), 20h
Onde: Goethe-Institut Salvador-Bahia/ICBA
(Av. Sete de Setembro, 1809, Corredor da Vitória)
Entrada gratuita
 
Portal CTB com Goethe-Institut
0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.