Sidebar

18
Sex, Jan

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Como importante trincheira na resistência à trama golpista em marcha no Brasil, a TV Poeira faz um vídeo didático sobre as questões que envolvem o mandato da presidenta Dilma. 

Começa com uma explicação sobre o pedido de impeachment, que está sendo analisado na Câmara dos Deputados, com base nas "pedaladas fiscais", uma manobra contábil qua já foi utilizada por inúmeros governantes, entres eles Fernando Henrique Cardoso, no Brasil, e Barack Obama, nos Estados Unidos.

Com humor, os apresentadores mostram que se houver impedimento de Dilma, assume o vice Michel Temer, que pode também sofrer impeachment. E aí, adivinhem, Eduardo Cunha se torna presidente. "Já pensou Eduardo Cunha presidente do Brasil?", questionam.

Acusado de participação em muitos escândalos, Cunha sofre processo de cassação na Comissão de Ética da Câmara.

Outro processo está no Tribunal Superior Eleitoral, que pede a impugnação da eleição por suposto crime eleitoral. Isso significaria a cassação de chapa Dilma-Temer e a convocação de novas eleições, desde que isso acontecesse neste ano.

Caso esse processo ocorra o ano que vem e porventura impugne a eleição de 2014, elegendo a presidenta Dilma com 54.501.118 votos diretos, a próxima pessoa a dirigir o país seria escolhida pelo Congresso Nacional (Senado e Câmara dos Deputados). Ou seja a eleição indireta.

O vídeo mostra ainda que existem no Supremo Tribunal Federal  358 investigações entre inquéritos e ações penais por corrupção contra 172 parlamentares.

Assim, concluem: "Eu quero esperar a eleição que vem (2018)" e perguntam: "E você?"

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.