Sidebar

22
Qua, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Na noite deste domingo (24), o ator Zé de Abreu foi entrevistado do Domingão do Faustão, da Rede Globo, e homenageado pela sua carreira no quadro "Arquivo Confidencial", que sempre presta homenagem a um artista da casa. O ator falou também sobre os motivos que o levaram a cuspir em um casal num restaurante em São Paulo na sexta-feira (22). 

"Foi uma reação impensada", disse ele, que estava com a sua companheira Priscila Petit quando um casal comentou: “Vamos ter que almoçar com esse velho petista?” E continuaram fazendo insinuações, dizendo que a bolsa de Priscila tinha sido roubada pela Lei Rouanet. Depois de explicar como funciona a Lei Rouanet, que é uma lei de incentivo à cultura, o ator contou que foi tentar um diálogo com o casal.

E ouviu: “É muito fácil você petista, que rouba dinheiro do povo, vir comer num restaurante japonês”. Zé de Abreu perdeu a cabeça quando a mulher chamou Priscila de "vagabunda". “Uma mulher que chama outra mulher de vagabunda, só pelo fato da outra ser mulher, não merece ser mulher. É uma atitude machista e indigna". 

Mas o melhor estava por vir. Zé de Abreu disse em horário nobre da emissora mais golpista do país que “impeachment sem crime de responsabilidade é golpe”, argumentou também que “nunca na história do Brasil empresários foram presos” como agora.

Aí perguntou para o Faustão: “Você viu aquela votação do impeachment, dá pra Dilma conviver com essa gente?” E fulminou: "Entregar o país para essa gente é entregar o galinheiro para as raposas”.

O ator de mais de 50 anos de carreira, aproveitou para atacar a mídia golpista que criou a palavra “petralha” e insufla esse clima de ódio e intolerância. Disse ainda que é necessário respeitar os 54 milhões de votos da presidenta Dilma e a Constituição.

Assista o que disse Zé de Abreu no Domingão do Faustão:

 

Portal CTB – Marcos Aurélio Ruy

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.