24
Dom, Set

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Em nota divulgada nesta quinta-feira (13) a União Internacional Sindical de Metalúrgicos e Mineiros (UIS-MM) repudiou a condenação do ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva a nove anos e meio de prisão. 

Em processo sem provas, Lula é condenado a 9 anos e meio de prisão em regime fechado


De acordo com a entidade sindical esta pena “representa o ápice do Golpe de Estado desferido contra a população brasileira em 2016”, diz o documento.

Na nota assinada pelo secretário-geral da UIS-MM, Francisco Sousa, a organização afirma que “denunciará, em todos os fóruns de discussão nos quais sua voz for ouvida, o ataque à democracia em curso no Brasil”, leia abaixo a íntegra.

Condenação de Lula evidencia parcialidade da Justiça brasileira

A União Internacional Sindical de Metalúrgicos e Mineiros (UISMM) vem a público para manifestar seu repúdio à condenação do metalúrgico e ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva.

Para a UISMM, a condenação de nove anos e meio representa o ápice do Golpe de Estado desferido contra a população brasileira em 2016, com o impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff.

É preciso que todas as organizações internacionais sindicais classistas tenham consciência do que está ocorrendo no Brasil. Lula é o favorito para vencer as eleições de 2018, mas os setores conversadores seguirão agindo para impedir, a todo custo, seu retorno à Presidência da República.

A UISMM denunciará, em todos os fóruns de discussão nos quais sua voz for ouvida, o ataque à democracia em curso no Brasil. É por meio da luta que o povo brasileiro conseguirá restituir a Justiça em sua nação. Os metalúrgicos e mineiros organizados no seio da Federação Sindical Mundial estão prontos e não medirão esforços para dar sua contribuição.

São Paulo, 13 de julho de 2017
Francisco Sousa – secretário-geral da UISMM

Portal CTB