Sidebar

18
Sex, Jan

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O Conselho Presidencial da Federação Sindical Mundial (FSM) reuniu-se no último fim de semana (5 e 6) em Hanói, capital do Vietnã, ocasião em que se debateu sobre o fortalecimento da liderança e capacidade de convocação da FSM, o que constitui uma necessidade inadiável diante da ofensiva das políticas neoliberais e seu impacto negativo entre os trabalhadores. O vice-presidente da entidade e dirigente da CTB, João Batista Lemos, participou da atividade. 

Antes da reunião, na sexta-feira (4), os integrantes do Conselho Presidencial foram recebidos pelo presidente vietnamita, Truong Tan Sang. Entre as resoluções aprovadas, a FSM manifestou apoio ao povo brasileiro na luta contra o golpe e repudiou a condução coercitiva do ex-presidente Lula para depor na Polícia Federal

A nota assinala que a condução coercitiva de Lula e familiares, “injusta, ilegal e arbitrária”, faz parte de “uma conspiração das forças reacionárias e conservadoras internas e externas do imperialismo, contra a democracia no Brasil”.

O apoio da FSM ao povo brasileiro foi enfático: “”A FSM se solidariza com os trabalhadores e todas as forças democráticas e populares que fazem frente ao golpismo em defesa de um país mais justo, soberano e democrático” e “conclama todas as suas entidades filiadas e amigas a cerrarem fileiras nesta luta”.

Leia abaixo a íntegra da nota:

A FSM apoia a luta contra o golpe no Brasil e repudia a ilegal condução coercitiva do ex- presidente Lula da Silva

1- Os acontecimentos na manhã do dia 4 de março com a condução coercitiva, ilegal; injusta e arbitrária, do ex-Presidente Lula da Silva e de seus familiares compõe uma conspiração das forças reacionárias e conservadoras internas e externas do imperialismo, contra a democracia no Brasil.

2- A FSM se solidariza aos trabalhadores e com todas forças democráticas e populares que fazem frente ao golpismo em defesa de um país mais justo, soberano e democrático.

3- A FSM conclama todas suas entidades filiadas e amigas a cerrarem fileiras nesta luta.
Ousar lutar, Ousar vencer!

2016, Conselho Mundial da FSM 5 - 6 de Março, Hanói, Vietnam

Da redação do Resistência

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.