Sidebar

23
Qua, Jan

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Na próxima segunda-feira (8), será realizada uma audiência para solicitar a revocatória da medida de segurança que resultou na prisão do dirigente da Federação Sindical Mundial (FSM) da Colômbia, Huber Ballesteros.

Ballesteros, que está preso a três anos, é um reconhecido dirigente político, sindical, integrante da direção da Fensuagro e da Marcha Patriótica; conforme denunciam os movimentos sociais seu delito foi “manifestar seu apoio a uma causa justa”. O dirigente foi detido quando integrava a comissão de negociação da Greve Nacional Agrária e Popular na Colômbia em 2013.

A CTB assina, com demais organizações, uma nota em solidariedade e exigindo a liberdade do preso político. Leia a íntegra:

Expressamos nossa solidariedade e expectativa pela liberdade imediata de Huber Ballesteros

As forças de esquerda e democráticas do Brasil, que temos apoiado diversas iniciativas de solidariedade às lutas do povo colombiano pela paz com justiça social, democracia e soberania, expressamos mais uma vez nossa solidariedade e expectativa pela liberdade imediata do dirigente social, sindical e defensor dos direitos humanos: HUBER BALLESTEROS.

Entendemos que a possibilidade de sua liberdade, a partir da audiência do dia 08 de fevereiro de 2016 para a revocatória da sua medida de segurança, é muito importante simbólica e praticamente na defesa dos direitos à organização, ao protesto e à luta social e popular, próprios de países democráticos.

A liberdade de Huber Ballesteros criará confiança no processo de paz, que não se esgota no diálogo entre as FARC-EP e o Governo da Colômbia, mesmo reconhecendo sua necessidade e importância, mas que implica o diálogo necessário e efetivo com as outras forças insurgentes em armas e principalmente com o conjunto das organizações e movimentos sociais e populares.

A liberdade dos presos políticos da Colômbia, sejam de consciência, “falsos positivos judiciais” ou prisioneiros de guerra, faz parte do desescalamento de uma guerra de mais de 60 anos, é um passo certeiro para a paz, por isso insistimos no clamor pela LIBERDADE IMEDIATA PARA HUBER BALLESTEROS E OS MAIS DE 9.500 PRESOS/AS POLÍTICOS/AS DA COLÔMBIA!!

ASSINAM:

1. ACJM (Associação Cultural José Martí – RJ, Santos SP, RGS)
2. ALAL (Associação Latino-americana de Advogados Laboristas)
3. BONDE DA CULTURA
4. BRIGADAS POPULARES
5. CALLES (Casa da América Latina Liberdade e Solidariedade)
6. CASA DA AMÉRICA LATINA
7. CEBRAPAZ
8. CGTB (Central Geral dos Trabalhadores do Brasil)
9. CMP (Central de Movimentos Populares do Brasil)
10. COLETIVO FEMINISTA ANA MONTENEGRO
11. COLETIVO MINERVINHO OLIVEIRA
12. COMITÊ DE SOLIDARIEDADE À LUTA DO POVO PALESTINO (Rio de Janeiro)
13. CONAM (Confederação Nacional das Associações de Moradores)
14. CORRENTE SINDICAL UNIDADE CLASSISTA
15. CRM (Centro de estudos estratégicos Ruy Mauro Marini)
16. CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil)
17. ESNA (Encontro Sindical Nossa América)
18. FDIM (Federação Democrática Internacional das Mulheres)
19. FITEE federação Interestadual dos Trabalhadores em estabelecimento de Ensino)
20. FSM (Federação Sindical Mundial)
21. GRUPO TORTURA NUNCA MÁS
22. IELA – UFSC (Instituto de Estudos Latino-americanos)
23. JCA (Juventude Comunista Avançando)
24. JUVENTUDE 5 DE JULHO
25. MARCHA PATRIÓTICA CAPÍTULO BRASIL
26. MAS (Movimento Avançando Sindical)
27. MMC (Movimento de Moradia da Cidade de São Paulo)
28. MNLM – RJ (Movimento Nacional de Luta pela Moradia)
29. MOPAT (Movimento Palestina para Todos e Todas)
30. MOVIMENTO DE JUSTIÇA E DIREITOS HUMANOS
31. MPA (Movimento dos Pequenos Agricultores)
32. MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra)
33. MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto)
34. GEA-SUR – UNIRIO (Grupo de Estudos em Educação Ambiental desde El Sur)
35. OAB-RJ (Ordem dos Advogados do Brasil)
36. OCAC (Organização Comunista Arma da Crítica)
37. ORGANIZAÇÃO A MARIGUELLA
38. PARTIDO COMUNISTA COLOMBIANO
39. PT (Partido Dos Trabalhadores)
40. PCB (Partido Comunista Brasileiro)
41. PCdoB (Partido Comunista do Brasil)
42. PCML (Partido Comunista Marxista-Leninista / Brasil)
43. PCR (Partido Comunista Revolucionário)
44. PCLCP (Polo Comunista Luiz Carlos Prestes)
45. PPL (Partido Pátria Livre)
46. PSOL (Partido Socialismo e Liberdade)
47. REFUNDAÇÃO COMUNISTA
48. SINDIPETRO
49. TSCC-RJ (Trabalho Social Crítico da Colômbia – Rio de Janeiro)
50. UNIÃO BRASILEIRA DE MULHERES
51. UNEGRO (União de Negros pela Igualdade)
52. UJC (União da Juventude Comunista)
53. UJS (União da Juventude Socialista)

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.