Sidebar

23
Qua, Jan

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Incêndios florestais se espalham pela Grécia desde a tarde desta segunda-feira (23) e, de acordo com o último balanço dos bombeiros, já estão contabilizadas 74 vítimas fatais e 187 pessoas feridas. O combate ao fogo é tenaz, mas as chamas se espalham pelas proximidades da capital Atenas.

A imprensa local informa que esse é o pior incêndio a atingir o país europeu em mais de uma década. “O povo grego, de contribuição inestimável à civilização, e que atualmente já enfrenta sérios problemas sócio-econômicos, depara-se neste momento com essa tragédia que devasta suas reservas e ceifa vidas humanas”, diz Divanilton Pereira, presidente em exercício da CTB e secretário-geral da Federação Sindical Mundial (FSM).

O fogo se alastra em três frentes, o que dificulta o combate às chamas, mas o exército grego com ajuda de aviões de combate a incêndio da Espanha e voluntários de Chipre, espera-se conter em breve a destruição, que já dura quase 24 horas.

“A CTB expressa suas mais sinceras condolências às vítimas fatais e aos feridos pelo dramático incêndio florestal que para além de perdas materiais, de casas e carros, choca pelas numerosas vítimas, em particular crianças e idosos que costumam passar as férias na região atingida pelo fogo", afirma Nivaldo Santana, secretário de Relações Internacionais da CTB.

"Tais ocorrências, como as que recentemente ocorreram em Portugal, reforçam a necessidade de as autoridades ampliarem as medidas preventivas para eliminar ou mitigar as perdas de vidas humanas em eventos, que de certa forma, devem fazer parte do campo da previsibilidade", conclui.

Portal CTB. Foto: Alkis Konstantinidis/Reuters

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.