Sidebar

24
Dom, Jun

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Índia, Espanha (foto), Filipinas, Ucrânia, França, Málaga, Turquia, EUA, Coréia do Sul, Brasil, Argentina, Arábia Saudita...Em mais de 17 países, segundo informação da agência Ansa, mulheres realizaram grandes manifestações em defesa da igualdade entre os gêneros e pelo fim da violência contra a mulher.

O Dia Internacional da Mulher está sendo lembrado como data de luta contra injustiças em todo o mundo. Na Espanha, as mulheres organizaram uma greve geral, uma das primeiras greves feministas da história, com apoio dos principais movimentos sindicais e sociais.

A diferença salarial entre homens e mulheres no país foi um dos gatilhos para a paralisação: as espanholas ganham 15% menos que seus colegas pela mesma tarefa. 

A Federação Sindical Mundial (FSM), entidade que reúne 140 países nos cinco continentes, escolheu a data para abrir o seu Congresso Mundial da Mulher Trabalhadora, realizado no Panamá.

Representantes de centenas de entidades sindicais estão reunidos no país para os quatro dias de debates sobre os principais desafios das mulheres no mundo do trabalho.

A violência contra a mulher na Índia, com mutilações consentidas e legislação tolerante com estupros, foi motivo de protestos das indianas em Nova Délhi, a violência sexual também motivou atos de protesto na Turquia, na Ucrânia, na Coréia e nas Filipinas.

Centenas de sul-coreanas, muitas vestidas de preto, apoiam o movimento #MeToo, que denuncia o assédio e o abuso sexual. Elas demandam Justiça para que os homens acusados destes crimes sejam levados aos tribunais, além de ações sobre outras questões, como o fim da diferença salarial entre homens e mulheres.

Confira algumas imagens pelo mundo: 

Coréia do Sul

Bilbao, na Espanha: país realizou a primeira greve feminista da história

Turquia

Arábia Saudita

Índia

Portal CTB com fotos da Reuters 

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.