Sidebar

24
Dom, Mar

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Os membros do Conselho Presidencial da Federação Sindical Mundial (FSM) na região da América Latina se reuniram, na última terça-feira (13), em Alajuela, na Costa Rica, para planejar suas próximas ações e fortalecer a entidade.

O vice-presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) Divanilton Pereira representou a central na reunião que contou com a presença de sindicalistas do Peru, Nicarágua, Cuba, México, Guiana Inglesa, Argentina, Equador e Chile  além do país anfitrião.

costa rica1
O secretário-geral da Federação Sindical Mundial (FSM), George Mavrikos, prestigiou a atividade que foi realizada na sede do sindicato costarriquenho Undeca.

Para Divanilton Pereira a América Latina enfrenta hoje um grande desafio diante do avanço das políticas neoliberais e as consequências sofridas pela classe trabalhadora que perde direitos sociais e trabalhistas.

todos costa1

Segundo ele, neste momento, o papel do movimento sindical internacional se torna fundamental para enfrentar este novo quadro e resistir aos intentos imperialistas na região.

“Precisamos fortalecer a agenda anti-imperialista, antineoliberal e defender a democracia, a soberania nacional e os direitos da classe trabalhadora”, sublinhou Divanilton também é secretário-geral adjunto a FSM.

O dirigente avaliou positivamente o encontro e acredita que a Federação Sindical Mundial América Latina sai fortalecida da atividade.    

Érika Ceconi para o Portal CTB  

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.