Sidebar

25
Seg, Mar

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A União Sindical de Base (USB) Itália mandou uma mensagem para a CTB, na última quinta-feira (5), na qual denuncia os setores conservadores que querem dar um golpe na presidenta democraticamente eleita Dilma Rousseff. Segundo o comunidado "O risco do retorno ao governo do Brasil de forças que impuseram por décadas a ditadura é uma ameaça para o movimento dos trabalhadores da América Latina", alega.

Leia abaixo a íntegra:

A USB-Itália está do lado da classe trabalhadora brasileira contra as golpistas

A USB expressa a sua solidariedade com a classe trabalhadora e ao povo brasileiro, que nos últimos meses têm sido confrontados com um perigoso e reacionário projeto de restauração neoliberal.

Com o apoio dos EUA e da UE, o bloco reacionário que gira em torno da burguesia latifundiária e financeira tenta voltar ao poder a fim de neutralizar os ganhos sociais e os espaços democráticos obtidos com a luta do movimento dos trabalhadores e trabalhadoras do Brasil.

O risco do retorno ao governo do Brasil de forças que impuseram por décadas a ditadura é uma ameaça para o movimento dos trabalhadores da América Latina e para o processo de emancipação social e política dos países da ALBA e para todo o continente.

Através dos companheiros e companheiras da CTB queremos declarar com força e clareza que a USB fica ao lado do povo brasileiro, ao lado do movimento operário-camponês que tomará as ruas em 10 de maio para combater os golpistas e seus apoiantes internacionais.

Roma, 5 de maio de 2016

Escritório internacional da USB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.