Sidebar

24
Dom, Mar

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A Frente Brasil Popular, composta por diversas entidades entre elas a CTB, divulgou uma nota púbica nesta terça-feira (22) para repudiar o assassinato da líder indígena hondurenha Berta Cáceres, morta no dia 3 de março em sua casa. 

Leia também: Líder indígena e ativista ambiental hondurenha Berta Cáceres é assassinada

Desde então movimentos sociais em todo o mundo têm prestado sua solidariedade e exigindo que os culpados sejam punidos. Uma missão internacional, integrada por deputados espanhóis e ativistas da América Latina foram para Honduras falar com as autoridades e exigir justiça. 

Confira abaixo a íntegra do comunicado:  

Nota Pública

Viemos, por meio deste, condenar veementemente o assassinato da companheira, fundadora e coordenadora geral do Conselho Cívico Popular Indígena de Honduras – COPINH, Berta Cáceres, ocorrido no último dia 3 de março.

Berta e o companheiro Gustavo Castro Soto, militante do Movimento de afetados por represas no México - MAPDER, foram vítimas de um ataque criminoso, quando um grupo de homens armados invadiu a residência onde estavam e efetuaram os disparos que levaram a vida da lutadora do povo hondurenho e deixaram ferimentos graves no companheiro Gustavo.

A polícia já apresenta a versão de que foi uma tentativa de assalto, no entanto há anos Berta vinha sofrendo ameaças de morte que foram denunciadas internacionalmente em diversas ocasiões.

Berta era ameaçada simplesmente pelo papel de liderança que cumpria na organização da resistência popular frente ao golpe em 2009, somado à luta camponesa, indígena, feminista, ambientalista e anti-imperialista. Através do COPINH ela atuava na região de Intibucá, próxima das fronteiras com El Salvador e Nicarágua, organizando o povo Lenca, a maior etnia indígena de Honduras, que cada vez mais tinham sua sobrevivência ameaçada pelo avanço das empresas transnacionais, principalmente mineradoras e construtoras de barragens no país. Recentemente, em 2015, ela recebeu o prêmio Goldman de defensores da natureza e meio ambiente, simbólico reconhecimento da sua luta junto ao COPINH.

Aproveitamos também para expressar a nossa solidariedade e preocupação com a integridade do companheiro Gustavo Soto, vítima do ataque e que teve proibido o retorno ao seu país de origem. Entendemos que todas as informações já foram dadas, cabendo às autoridades hondurenhas garantir a segurança do companheiro e punir os reais responsáveis pelo assassinato de Berta.

Berta Vive, la lucha sigue!
São Paulo, 22 de Março de 2016

ABGLT – Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais
Abrasco – Associação Brasileira de Saúde Comunitária
Adere – Movimento dos Assalariados Rurais
ANA – Associação Nacional de Agroecologia
Associação de Advogados da União pela Democracia
ANPG- Associação Nacional dos Pós-Graduandos
Barão de Itararé
CBJP – Comissão Brasileira de Justiça e Paz
CEBRAPAZ
CMP – Central de Movimentos Populares
CONAN – Confederação Nacional das Associações de Moradores
CONAQ – Movimento Nacional dos quilombolas
CONEN - Coordenação Nacional de Entidades Negras
CONIC – Conselho Nacional das Igrejas Cristãs
CONTAG – Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura
CPT - Comissão Pastoral da Terra
CTB – Central das Trabalhadoras e trabalhadores do Brasil
CUT – Central Única dos trabalhadores
FEAB – Federação dos Estudantes de Agronomia do Brasil
FNDC – Fórum Nacional pela Democratização da Mídia
Fora do Eixo
Fórum 21
FUP – Federação Única dos Petroleiros
INESC
JR -Juventude Revolução
Levante Popular da Juventude
MAB - Movimento dos Atingidos por Barragens
MAM - Movimento pela Soberania Popular na Mineração
Marcha Mundial das Mulheres-MMM
MCP – Movimento Camponês Popular
MMC – Movimento das Mulheres Camponesas
MNDH - Movimento Nacional de Direitos Humanos
MNLM - Movimento Nacional de Luta pela Moradia
Movimento da Reforma Sanitária Brasileira
Movimento das Pescadoras e Pescadores do Brasil
Movimento Fé Brasil
MOTU
Movimento Nacional de Rádios Comunitárias
MPA - Movimento dos Pequenos Agricultores
MST - Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra
MTC – Movimento dos Trabalhadores do Campo
MTD - Movimento dos Trabalhadores e Trabalhadoras por Direitos
Nação Hip Hop
PJR - Pastoral da Juventude Rural
Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares
RENAP – Rede Nacional de Advogados Populares
UBES – União Brasileira de Estudantes Secundaristas
UBM - União Brasileira de Mulheres
UEE-MG
UJS – União da Juventude Socialista
UNA LGBT
UNE- União Nacional dos Estudantes
UNEGRO – União de Negros pela Igualdade
UNMP – União Nacional de Moradia Popular

Portal CTB 

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.