Sidebar

23
Ter, Jul

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O governo francês decidiu ontem aprovar por decreto a reforma trabalhista no país. A medida deve reforçar os protestos que vêm acontecendo há semanas.

A reforma acaba na prática com a jornada de trabalho semanal de 35 horas instituída pelo governo socialista anterior. Ficará permitida a negociação de carga horário com os sindicatos locais. O texto permite ainda que as empresas reduzam os salários de trabalhadores e facilita tanto as contratações como as demissões.

Com dificuldade para conseguir maioria para aprovar a reforma no Parlamento francês, o governo optou por usar uma lei antiga, raramente invocada, que lhe permite aprovar a reforma por decreto, evitando assim a votação pelo Parlamento. Grupos mais à esquerda no Partido Socislista se opõem à reforma, acusando-a de derrubar direitos históricos dos trabalhadores.

Com informações do Valor Econômico

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.