Sidebar

20
Sáb, Jul

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A imprensa internacional tem repercutido o julgamento contra a presidenta afastada, Dilma Rousseff, que entrou em sua etapa final nesta semana. Diversos meios, em várias partes do mundo, estão atentos ao processo.  

O jornal britânico The Guardian publicou uma carta aberta, assinada por 20 parlamentares, na qual condena a suspensão da presidenta. "É completamente errado que alguns poucos parlamentares se coloquem sobre a vontade política expressa nas urnas por 54 milhões de brasileiros", diz a nota. Leia aqui a íntegra. A BBC de Londres registrou: "Rousseff diz ao Senado que acusações são um pretexto para um golpe".

A emissora latino-americana Telesur publicou que Dilma assegurou, durante todo seu pronunciamento realizado no Senado na última segunda (29), que não violou a Constituição nem cometeu crimes de responsabilidade em seu governo. E também fez um especial, em seu site, com matérias e artigos sobre o tema. 

"Rousseff diz que está ocorrendo um golpe de Estado no Brasil", publicou o espanhol El Pais e classificou o depoimento de Dilma como "duro e emocionante". O francês Le Monde sublinhou a força de Dilma em sua firme defesa, o periódico fez um editorial (acesse aqui a íntegra) na última sexta-feira (26) no qual denunciou o golpe no Brasil. 

Na mesma linha, o Liberation, da França afirmou que Dilma se mostrou à altura do momento histórico que vive o país: "Estamos a um passo de um golpe de Estado", reproduziu. 

Portal CTB, com informações de agências 

 

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.