Sidebar

19
Sex, Jul

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O diário cubano Granma repercutiu nesta quinta-feira (8) o quadro político brasileiro e um comunicado da CTB, enviado à Central dos Trabalhadores de Cuba, em que a central brasileira agradece pelas manifestações de solidariedade à ex-presidenta Dilma Rousseff e de repúdio ao golpe. 

Segundo a reportagem, “a mensagem da organização sindical brasileira (CTB), recebida pela CTC, destacou os valiosos e indiscutíveis argumentos utilizados por Cuba para defender os governos de Lula e Dilma e denunciar os verdadeiros objetivos dos golpistas apoiados pelo imperialismo”.

O jornal reforçou seu respaldo ao movimento sindical e às frentes de esquerda brasileiras que devem fazer frente aos grupos que almejam "privatizar as riquezas do povo brasileiro em benefício das multinacionais". 

Também cita a Frente Brasil Popular e destaca que o movimento convocou as forças progressistas e populares do Brasil e do mundo a se unirem nesta batalha “frente à coalizão antidemocrática que protagonizou a derrocada de Dilma Rousseff”.

Esna convoca Jornada contra neoliberalismo

O Granma também menciona o apoio da Central Nacional dos Trabalhadores do Panamá, que se pronunciou contra a determinação “de um grupo de parlamentares corruptos” em derrubar a presidenta Dilma. O parlamento cubano já se manifestou oficialmente contra o governo ilegítmo de Temer, assim como outros países da América Latina, como a Venezuela, o Equador e o Uruguai. 

Em protesto ao avanço das políticas reacionárias na região, o Encontros Sindical Nossa América, o Esna, convocou para o dia 4 de novembro a Jornada Continental pela Democracia e contra o Neoliberalismo. 

Portal CTB 

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.