Sidebar

19
Dom, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Brasileiros residentes em Nova York realizaram, na manhã desta sexta-feira (2), um ato de protesto contra o juiz Sérgio Moro, que participou da abertura de um evento sobre corrupção na América Latina, promovido pelo American Society-Council of the Americas (AS/COA).

Enquanto ele discursava, grupos protestavam com palavras de ordem e faixas: "Juiz Sergio Moro: o seu julgamento envergonhou o Brasil por sucumbir a interesses políticos".

"Viemos fazer um escracho na frente do “Américas Society”, que trouxe na calada da noite o 'bandido de toga' Sérgio Moro e Rodrigo Janot para o evento", relatou em uma rede social a brasileira Bárbara Larissa Fagundes.

Segundo reportagem do site Brazil Wire, esta entidade americana, intimamente ligada aos interesses de Wall Street, patrocinou a palestra de Sergio Moro em Nova York e é a mesma que edita a revista acima, Americas Quarterly, que este mês colocou o juiz na capa com um exterminador da corrupção (em outubro, a mesma publicação estampou na capa o deputado federal Jair Bolsonaro).

A  AS/COA é uma organização que abriga não somente os principais bancos, corporações extrativistas e gigantes do setor de tecnologia, mas também as mais importantes plataformas para a divulgação dos interesses de seus clientes na América Latina, como a Bloomberg.

Tem, ainda, ligações com importantes agências de notícias como a Reuters. Sua presidente e CEO Susan Segal, chamada por alguns como “a mulher mais influente das Américas”, sustenta comandar uma organização hemisférica, que pretende expandir-se ainda mais, triplicando seu alcance na próxima década. Leia mais aqui.

 

Durante o evento, o juiz foi indagado por jornalistas sobre a condenação de Lula e o auxílio-moradia que recebe, mesmo sendo proprietário de um apartamento em Curitiba. O magistrados recusou-se a comentar os assuntos. 

Também evitou opinar sobre a greve que sua categoria está planejando para o dia 15 de março em defesa do auxílio moradia para juízes. O evento continua nesta tarde e terá a participação do ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Vaias no México

Ontem o juiz Sergio Moro também foi vaiado e chamado de "golpista" e "imoral" durante uma palestra no Colégio Nacional, na Cidade do México. O protesto só terminou com a intervenção do ministro da Suprema Corte, José Ramón Cossío.

Portal CTB, com fotos de Barbara Larissa Fagundes

 

 

 

 

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.