18
Qui, Jan

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O Comitê de Juventude Trabalhadora da Federação Sindical Mundial (FSM) denunciou o Estado de Israel pela detenção e prisão da palestina Ahed Tamimi, de 16 anos, por confrontar dois soldados israelenses que estavam em frente à sua casa.

CTB condena decisão de Trump de reconhecer Jerusalém como capital de Israel

A detenção ocorreu em dezembro em meio aos protestos palestinos contra a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de reconhecer Jerusalém como capital de Israel.

“A prisão da jovem palestina, de apenas 16 anos, ocorre num contexto de guerras imperialistas, que têm ceifado a vida de diversas pessoas, em sua maioria jovens”, expressou a secretária de Juventude da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Luiza Bezerra, que também integra o comitê da FSM.

Precisamos denunciar essa realidade, disse Luiza, bem como tais prisões arbitrárias. “Os jovens não devem ser punidos por lutarem por seus direitos”, sublinhou a dirigente.

Além de repudiar a ação e exigir a liberação imediata de Ahed o comitê fez um chamado aos jovens trabalhadores em todo o mundo para que se solidarizem com a jovem. Vários países já demonstraram seu apoio e estão denunciando sua prisão. Confira a galeria de fotos clicando aqui.

Participe desta campanha! Baixe o cartaz (aqui)  e denuncie a prisão de  Ahed Tamimi.

Portal CTB 

0
0
0
s2sdefault