Sidebar

16
Sex, Nov

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A Unasul (União de Nações Sul-Americanas) manifestou repúdio ao recente anúncio do novo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de construir um muro na fronteira com o México. O presidente mexicano, Enrique Peña Nieto também se pronunciou sobre o caso e afirmou que seu país não pagará pela construção.

O secretário-geral da Unasul, Ernesto Samper qualificou como “desafiadora” a decisão de Trump de impor ao povo mexicano “a humilhante obrigação de pagar o ainda mais humilhante muro”.

Samper, que também é ex-presidente da Colômbia, disse ainda que a atitude de Trump renova a “preocupação pela tensão das relações hemisféricas, que está resultando deste tipo de medidas que afetam a segurança e a qualidade de vida de nossos concidadãos residentes nos Estados Unidos, nosso comércio, a paz na Colômbia e as possibilidades de reintegração pelo novo marco das relações com Cuba”.

A ordem para a construção do muro entre Estados Unidos e México foi assinada por Trump na quarta-feira (25), ou seja, foi uma de suas primeiras ações de governo. De acordo com o decreto, “a obra deve começar o quanto antes” e o Estado mexicano deverá reembolsar o custo total da construção.

Atualmente o muro já existe ao longo de mais de 3 mil quilômetros de fronteira entre os dois países. O objetivo de Trump é ampliar esta construção já existente a fim de evitar entrada de mexicanos nos EUA em busca de emprego. Vale ressaltar que, mesmo nas áreas onde não o muro, centenas de pessoas morrem na arriscada travessia em busca do “sonho americano”.

Do Portal Vermelho
Foto: T.Bravo/Reuters 

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.