Sidebar

15
Seg, Out

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Estudo da Organização Internacional do Trabalho (OIT) divulgado nesta terça (2) alerta para o avanço brutal do desemprego na América Latina e mostra que 53% dos trabalhadores na está na informalidade e  40% dos desempregados são jovens.

Segundo Guy Ryder, diretor-geral da OIT, após 2014 - curiosamente quando a ofensiva neoliberal avançou de forma brutal na parte sul do continente - a região entrou em um ciclo de desaceleração econômica em que o desemprego médio passou de 6,1% para 8,1% em 2017. Em 2018, esse índice subiu para 8,8% e afetou, pelo menos, 26 milhões de pessoas no continente.

Ryder também alertou sobre a proteção social. “Um desafio na região é a proteção social dos trabalhadores, fortemente impactados por reformas”. E emendou: "É preciso reconhecer que na América Latina mais da metade dos trabalhadores, 55%, não contribuem para nenhum sistema de previdência social".

Jornal da CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.