Ferramentas
Tipografia

A Chapa 2 Oposição homenageia as brasileiras neste Dia Internacional da Mulher. É importante realçar os avanços dos últimos anos, mas é preciso também reconhecer que as mulheres merecem mais. Merecem receber salário igual quando desempenham igual função, merecem ser respeitadas em seus direitos de escolher o tipo de vida que querem levar e merecem a felicidade como todo ser humano.

Não se pode mais aceitar tantas mulheres violentadas, estupradas e assassinadas, muitas vezes dentro de seus próprios lares, vitimadas por algozes que lhes deveriam dar amor e não ódio.

Deve-se repeitar o direito das mulheres irem e virem sem serem molestadas nas ruas com cantadas ofensivas. No transporte público são ainda mais aviltadas com violências que beiram ao estupro. No ambiente de trabalho são, muitas vezes, assediadas moral e sexualmente, além de ganharem salários menores.

São assassinadas no Brasil cerca de 5 mil mulheres por ano por motivos torpes como ciúmes de homens inconformados com a decisão das mulheres serem livres. São estupradas todos os dias por homens que não são homens, são bichos e acham que podem fazer o que querem.
Por isso, a Chapa 2 Oposição pretende criar uma diretoria para as mulheres no Sindicato dos Metalúrgicos de São Caetano após vencer a eleição que ocorre nos dias 31 de março, 1º e 2 de abril.

Já passa da hora de andarmos todos juntos de braços dados, um respeitando o outro e todos com o firme propósito de garantir u futuro melhor para as novas gerações. Um futuro de igualdade, justiça social, respeito aos direitos humanos e respeito à vida.

Às mulheres de todo o Brasil garantirmos que estamos juntos nessa luta para construir um mundo novo e um país cada vez mais justo e igual. Todos às ruas no dia 8 de março em defesa dos direitos iguais, do emprego e da democracia.

Raimunda Souza e Sonia Araújo integram a Chapa 2 Oposição, que concorre ao Sindicato dos Metalúrgicos de São Caetano.

Os artigos publicados na seção “Opinião Classista” não refletem necessariamente a opinião da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e são de responsabilidade de cada autor.