Opinião
Ferramentas
Tipografia

A Fitmetal entende e respeita que, em algumas de suas bases, o artifício do PPE possa vir a ser adotado em determinadas empresas. Essa condição, no entanto, não altera o posicionamento oficial da Federação: o Programa de Proteção ao Emprego não atende às demandas da classe trabalhadora e tampouco garantirá a retomada do desenvolvimento do país. Qualquer alternativa que permita a flexibilização de direitos trabalhistas tende a beneficiar apenas e tão somente o empresariado.

Informe do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) divulgado nesta segunda-feira (28) destaca que a Comissão Mista responsável por analisar a Medida Provisória 680/2015 poderá aprovar nesta quarta-feira (30) o parecer do relator, deputado Daniel Vilela (PMDB-GO).

Entre as alterações propostas pelo parlamentar goiano, está a possibilidade de estabelecer a prevalência do negociado sobre o legislado, condição que, uma vez aprovada, significará um grande retrocesso para a classe trabalhadora.

Diante dessa possibilidade, a Fitmetal orienta sua base a pressionar diretamente os parlamentares de sua região, com o propósito de evitar que essa discussão avance no Congresso Nacional.

São Paulo, 29 de setembro de 2015
Marcelino Rocha- Presidente da Fitmetal