Fonte

União, luta e persistência. Esta foi a fórmula responsável pelo bom resultado da campanha salarial de 2015 dos metalúrgicos de Carlos Barbosa, mesmo num momento de incertezas na economia. Após cinco rodadas de negociação, a categoria conseguiu um reajuste de 6% retroativo a 1º de agosto e 3,81% para 1º de novembro, totalizando um índice de 9,81% que é um dos maiores do estado. Este aumento beneficia não apenas os metalúrgicos, mas a cidade como um todo: a estimativa é que possa representar uma injeção de cerca de 15 milhões de reais na economia local.

A categoria conquistou ainda aumento de 10,8% no piso salarial, que passa de R$ 975,00 para R$ 1.080,00, e cláusulas sociais importantes, tais como a redução do desconto do vale-transporte, que passou de 4% para 3,5%; a diminuição de sete para seis anos do tempo necessário para que o trabalhador garanta estabilidade de emprego de um ano no período pré-aposentadoria e abono de até dois dias para a mãe ou o pai que detenha a guarda quando houver necessidade de atendimento ou internação hospitalar de filho com até cinco anos, idade esta que antes do acordo coletivo era de quatro anos.

Tais conquistas foram possíveis porque a categoria não aceitou as propostas rebaixadas inicialmente apresentadas pelos patrões. Ao longo do processo de negociações, os empresários procuraram oferecer o mínimo argumentando que o cenário econômico nacional não era favorável. De nossa parte, reafirmamos que apesar de haver dificuldades, isso não se refletia na indústria metalúrgica de Carlos Barbosa que, ao contrário, tem acumulado lucros e crescimento acima da média nacional.

Aos poucos, conseguimos demonstrar que nossa pauta de reivindicações era justa e que buscava repor as perdas inflacionárias dos últimos 12 meses e assegurar melhores condições de vida e de trabalho para a família metalúrgica. No dia 28 de setembro, em assembleia, a categoria decidiu aceitar a proposta construída durante o processo de negociação. A campanha salarial deste ano explicitou portanto, que a união do trabalhador é fundamental para a conquista de mais direitos.

Todson Marcelo Andrade é presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Carlos Barbosa

Os artigos publicados na seção “Opinião Classista” não refletem necessariamente a opinião da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e são de responsabilidade de cada autor.