24
Ter, Out

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Neste momento de crise e avanço do conservadorismo e das ideias facistas, a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil no Rio Grande do Sul (CTB-RS) está aberta ao diálogo e à defesa das bandeiras dos movimentos sociais que representam a diversidade do povo brasileiro.

Defendemos as lutas por igualdade de gênero e racial. Combatemos o machismo, o racismo, a LGBTfobia e todas as formas de violências e opressões.

Defendemos que a Lei Maria da Penha e a Lei do Feminicídio saiam do papel e façam parte da vida das mulheres. Assim como defendemos a criminalização da homofobia, lesbofobia e transfobia.

Defendemos a educação pública, laica, de qualidade, emancipatória e sem mordaça.

Todas estas lutas se entrelaçam com a luta de classes e a CTB-RS está pronta para acolher, respeitar e dar visibilidade para estas questões. Somos a central sindical que mais cresce, pois temos a cara e a coragem do povo brasileiro.

Silvana Conti é vice-presidenta da CTB-RS.

Os artigos publicados na seção “Opinião Classista” não refletem necessariamente a opinião da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e são de responsabilidade de cada autor.

0
0
0
s2sdefault
Em protesto contra nova lei trabalhista, movimento sindical prepara ato nacional     10 de novembro