Sidebar

20
Seg, Maio

Rurais
Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Nos dias 01 e 02 de fevereiro, jovens de todo o estado reuniram-se na sede da Fetaemg, em Belo Horizonte, para a 1ª reunião da Comissão Estadual da Juventude Rural do ano, na qual foi elaborado o planejamento das ações da juventude para 2017.

O Planejamento Estratégico Situacional da Juventude Rural da Fetaemg, foi realizado pela professora Kátia Gaivoto – Diretora do Centro nacional de estudos Sindicais e do Trabalho – CES e da CTB, através do departamento de Formação da Fetaemg. O método pedagógico trabalhado, tem por objetivo traçar as ações táticas que objetivem o fortalecimento da Comissão estadual de jovens da Federação e consequentemente com o fortalecimento do movimento sindical.

Dentre as principais atividades propostas, estão a realização de acampamentos, caravanas e torneios esportivos. Todas elas serão fundamentadas em eixos, com destaque para a formação sindical e a comunicação. Com isso, pretende-se ampliar o diálogo com a juventude, conscientizando o jovem sobre a importância do ingresso no Movimento Sindical para fortalecer a luta em defesa da classe trabalhadora.

No segundo momento, os participantes conversaram com o superintendente do Senar MG, Antônio Carlos Neves, que frisou o interesse em estreitar as relações com a Fetaemg por meio de parcerias em cursos voltados à juventude. Já existem programas do Senar em andamento e a proposta é ampliá-los com o apoio da Fetaemg.

O presidente da Fetaemg, Vilson Luiz da Silva também destacou a parceria da Federação com o Senar MG, ressaltando a importância do entrosamento entre as instituições para levar mais conhecimento e oportunidades para os jovens do campo. Vilson afirmou ainda que a formação é importante para que a juventude tenha a consciência dos seus direitos, dando ênfase à questão da sucessão rural. “Como discutir a sucessão rural se o jovem não tem estímulo para permanecer no campo? Falta educação, lazer e outros direitos básicos. Como estes jovens podem planejar um futuro se nem ao menos sabem se conseguirão se aposentar? ” Questionou.

A coordenado da comissão estadual de jovens, Marilene Faustino, afirma que a participação da juventude no Movimento Sindical traz uma nova forma de encarar os problemas e que isso contribui muito à luta. “Nossas ações tem o objetivo de nos aproximar à juventude. O Movimento Sindical reconhece que só seremos mais fortes quando acolhermos nossos jovens, mulheres, idosos e todos os sujeitos que vivem nas áreas rurais. A juventude traz uma nova percepção sobre as coisas e mais expectativas de um futuro melhor", declarou.

Fonte: Fetaemg

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.

Conferência Nacional

banner cndr 2015

Últimas notícias rurais