Sidebar

22
Qua, Ago

Rurais
Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Discutir o papel da Comunicação Sindical na disputa de narrativa com os grandes meios de Comunicação do Brasil; revisitar a Política de Comunicação da CONTAG; e criar a Rede dos Comunicadores e Comunicadoras Populares são os objetivos do Curso Nacional de Educação Popular em Tecnologias da Informação e Comunicação,  promovido pela Contag. Cerca de 81 participantes de todo o País, entre dirigentes sindicais e assessorias de comunicação de entidades, entre elas, CTB e CUT, participam do evento, que teve início nesta terça (15) e vai até quinta (17) em Brasília. 

Durante a abertura dos trabalhos, o presidente da Confederação, Aristides Santos, agradeceu a participação da CTB e citou a comunicação da central como "uma das referências na luta contra o discurso da mídia hegemônica ".

Para o jornalista Leonardo Sakamoto, que participou da atividade via Skype, a mídia alternativa, na qual a comunicação das entidades e movimentos sociais está inserida, tem um trabalho essencial no sentido de desconstruir o discurso manipulador e distorcido da grande mídia e informar o que, de fato, está acontecendo na atual conjuntura  -  a violência contra os trabalhadores,  contra os direitos e a democracia.

"Quem controla o meio define a mensagem,  daí a importância da luta pela democratização da informação, mídia", disse Bia Barbosa,  do Intervozes, uma das palestrantes do evento.

De Brasília, Ruth de Souza - Portal CTB. Foto: César Ramos

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.

Conferência Nacional

banner cndr 2015