Sidebar

20
Sáb, Jul

Rurais
Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Faltam poucos dias para a realização do maior encontro de formação política do Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais. O 5º Encontro Nacional de Formação da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (5º Enafor) pretende reunir cerca de mil pessoas de todos os estados brasileiros, entre dirigentes sindicais, assessores(as), lideranças de base e trabalhadores e trabalhadoras rurais. Nesse ano, com a proposta de realizar o encontro dentro da Universidade de Brasília (UnB), a ideia é de envolver, também, professores, estudantes e demais interessados pela temática da educação popular. O 5º Enafor acontecerá nos dias 21 a 25 de maio de 2018, no Centro Comunitário da UnB.

O 5º Enafor será realizado em um contexto de desmonte dos direitos e das políticas públicas conquistadas historicamente pela classe trabalhadora, com ataques aos direitos individuais e coletivos por forças conservadoras (patriarcais, racistas e homóficas), submetendo-se à agenda neoliberal. Frente a esse cenário, o encontro traz como tema “Educação popular é resistir, é transformar” e afirma a importância de se ampliar e intensificar ações formativas para o fortalecimento das lutas e resistência nessa conjuntura em que pautas conservadoras avançam sobre as conquistas sociais, aprofundam desigualdades e restringem liberdades.

O encontro contará com uma Conferência de abertura, que tratará do tema “Democracia e o Golpe de 2016 – implicações para os movimentos sociais e para a classe trabalhadora”, que contará como conferencistas o professor Luiz Felipe Miguel (UnB) e Olgamir Amâncio (DEX/UnB).

Outros painéis durante a semana tratarão dos temas Campo, Sujeito e Identidades/ Eleições 2018; Reforma Agrária – Terra, Água e Agroecologia; e Educação Popular e Educação do Campo.

Estão programados Grupos de Aprofundamento Temático, que abordarão questões sobre orçamento público, feminismo, privatização dos bens naturais, reforma trabalhista, desmonte das políticas públicas para a agricultura familiar, reforma da Previdência, violência no campo, democratização da comunicação, cidadania e participação popular, entre outros.

O 5º Enafor também irá oferecer oficinas pedagógicas para todos os gostos e interesses, como envelhecimento ativo e saudável; teatro; linguagens criativas de comunicação popular; dança afro; facilitação gráfica; música/percussão; criatividades metodológicas, e outros temas.

Como representamos agricultores e agricultoras familiares, não pode faltar uma boa feira durante o encontro. Durante a semana teremos duas: Feira de Saberes e Sabores e a Feira de Troca de Sementes Crioulas. São momentos muito simbólicos e representativos de quem faz o campo brasileiro e produz alimentos saudáveis para toda a população.

Segundo o secretário de Formação e Organização Sindical da Contag, Carlos Augusto Silva (Guto), o grande desafio do 5º Enafor é garantir uma intervenção político-sindical nesse momento conjuntural que passa o País. “Os mais de 1.000 educandos e educandas que estarão participando desse momento formativo irão resistir e se mobilizar para se contrapor ao conjunto de direitos que estamos perdendo com este governo ilegítimo. Vamos transformar o 5º Enafor em um momento político, histórico, que vai de fato intervir na conjuntura e mostrar a importância da agricultura familiar para o País”, destacou.

Baixe o folder com a programação aqui.

Verônica Tozzi - Contag

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.