Sidebar

23
Qui, Maio

Rurais
Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A capital brasileira, Brasília, entre os dias 12 a 15 de junho, comemora a realização do Encontro Nacional pelos 20 anos da Educação do Campo e do Pronera. O evento acontece na Universidade de Brasília (UnB) e é coordenado pelo Fórum Nacional de Educação do Campo (Fonec), e pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), conta ainda com a participação de universidades e movimentos relacionados ao campo de todo o país. Os jovens trabalhadores(as) rurais da Fetaemg, por meio dos coordenadores regionais, Josicleia Vieira (Cleinha) e Maicon Vicente, representam a Agricultura Familiar mineira.

É importante salientar que juntamente com a criação do PRONERA, em 1998, é criada também a Rede Mineira de Educação do Campo, cuja coordenação atualmente é feita pela FETAEMG. E, sob o tema “Educação é Direito, e não mercadoria”, os participantes reafirmam que a política pública de Educação do Campo é direito adquirida, essa posição é em resposta ao corte orçamentário de R$1.800.000,00 que impacta o PRONERA e a Bolsa Permanência para indígenas e quilombolas.

O encontro nos possibilita avaliar aquilo que erramos na nossa trajetória até aqui, nas nossas regiões de origem, e como podemos melhorar para que tenhamos um futuro melhor, com base nas experiências vividas e compartilhadas”, pontuou Josicléia.

A Federação é consciente quanto a importância desse encontro e das repercussões a partir deste, sobretudo, nos municípios. Os cursos implementados pelo PRONERA, em parceria com a Fetaemg e STTR’s, retiraram da invisibilidade muitos trabalhadores e trabalhadoras rurais, jovens, adultos e idosos, pois, com o direito à educação vieram outros direitos. Por isso, não lutamos de forma isolada, sabemos que a educação perpassa todos os demais direitos.

E assim, temos feito. Este ano, por exemplo, a Fetaemg já realizou encontros por todo estado de Minas Gerais, com o objetivo de fortalecer a estrutura sindical e toda a categoria. Isso só se tornou possível, pelo fato dessas ações serem realizadas de forma conjunta: lideranças e dirigentes, homens e mulheres que fazem a diferença junto a sua base de atuação.  

Este encontro marca um novo tempo para a Educação do Campo, para o país e para a democracia.  Não podemos esquecer o acúmulo e as conquistas advindas com esses 20 anos de história, contudo, é necessário considerar e refletir quais rumos terá a política de Educação do Campo a partir do cenário político de 2019.

Programação 

O conteúdo do Encontro está direcionado para avaliação crítica sobre as duas décadas de execução das políticas públicas existentes. Mesas de debate, grupos de trabalho, plenária de estudantes e um ato político na audiência pública no Congresso Nacional estão previstos para acontecer. 

Fetaemg

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.

Conferência Nacional

banner cndr 2015

Últimas notícias rurais