Sidebar

20
Seg, Maio

Rurais
Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do Estado de São Paulo (Fetaesp) recebeu no mês de junho a Plenária Regional de Mulheres Trabalhadoras Rurais da região Sudeste. Com o objetivo de realizar um balanço político da participação das mulheres no movimento sindical ao longo de 53 anos, o encontro reuniu cerca de 30 mulheres representantes dos sindicatos de trabalhadores e trabalhadoras rurais de Minas Gerais, Espirito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo.

Realizado na sala de convenções do Hotel Obeid Plaza, em Bauru, as atividades se iniciaram na tarde do dia 20, com um momento de integração organizado pelas representantes da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) e educadoras da Escola Nacional de Formação (Enfoc), Alessandra Lunas, secretária de Mulheres, Sonilda Florinalia, assessora e Silvia Helena de Zan, assessora regional. Após a dinâmica, o presidente da Fetaesp, Isaac Leite, discursou sobre a importância do debate, destacando que “momentos de reflexão são de extrema importância para a mudança do país”, e desejando o sucesso do evento.

A abertura seguiu com a fala das representantes do movimento, tendo como moderadora a diretora da Coordenação de Mulheres da Fetaesp, Valdirene Gomes da Silva, que relembrou a longa jornada e luta das mulheres do campo, “passamos por muitos momentos difíceis e ainda temos muito que conquistar”, afirmou. Silva também ressalta que “a luta da mulher do campo é tão, ou pior, a enfrentada pela mulher da cidade”.

Entre as pautas debatidas na Plenária estão a reflexão sobre a história de luta das mulheres no movimento sindical, a questão da representatividade, o fortalecimento dos espaços da organização e luta, a construção de um posicionamento político, análise da situação das mulheres na agricultura familiar, a definição de diretrizes frente ao processo de reorganização da Contag como representante específica da Agricultura Familiar e o debate sobre a adoção da paridade de gênero nas instâncias deliberativas do movimento sindical.

Daiane Sampaio, coordenadora de Jovens da Fetaesp que esteve presente durante todo o evento reafirmou a necessidade da representação jovem das mulheres para um fortalecimento do movimento, “as plenárias são espaços de debates necessários para que nós, mulheres, nos alinhemos para uma melhor representação nos encontros nacionais”.

Durante todo o evento foram realizadas diversas dinâmicas e mesas-redondas para conscientização e destaque da força das mulheres do movimento. E ao final, Alessandra Lunas, destacou a importância da organização e posicionamento das trabalhadoras em busca de maior visibilidade junto a presidência da Contag.

Fonte: Fetaesp

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.

Conferência Nacional

banner cndr 2015

Últimas notícias rurais