Sidebar

23
Qui, Maio

Rurais
Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag-RS), através do Departamento de Política Agrícola, iniciou nesta terça-feira (31) o tag, que tem por objetivo divulgar as novas regras do plano, falar sobre Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) e, ainda, fortalecer a relação de confiança entre a Fetag e os Sindicatos dos Trabalhadores Rurais com o Banco do Brasil. A programação vai ser desenvolvida em cinco regiões, sempre com a participação de diretores e assessores da Federação, além de integrantes da Superintendência e Agências do Banco do Brasil de todo o Estado, fortalecendo o trabalho como Correspondentes Bancários (Coban).

Na abertura, o presidente da Fetag-RS, Carlos Joel da Silva, destacou a importância da realização deste roteiro, que possibilita aos dirigentes e funcionários dos STR's sanar dúvidas do Plano Safra e alinhar mudanças. “Embora houve poucas novidades, temos que conhecê-las para ajudar o associado na busca de crédito e em caso de insucesso, não permitir que percam o direito ao Proagro, bem como o acesso aos programas de comercialização”, observou.

Joel destacou, ainda, a parceria com o Banco do Brasil através do Coban. “Pela primeira vez temos não só a presença da superintendência do BB, mas de todos os gerentes de municípios que integram as nossas regionais sindicais, que estão aqui para discutir essa aproximação”, disse. O assessor de Política Agrícola da Fetag, Kaliton Prestes, informou que a programação do roteiro será desenvolvida em um dia, tendo como objetivo maior divulgar as mudanças do Ano Safra 2018/2019, seguida de ATER, principalmente quanto a orientações sobre aplicação do crédito rural visando uma utilização saudável com sustentabilidade social e financeira. “Acreditamos que o agricultor familiar precisa ser orientado na aplicação do crédito e que ele continue utilizando o Programa Nacional da Agricultura Familiar (Pronaf), que é, com certeza, uma das principais políticas públicas conquistada pelo movimento sindical”, defendeu.

Ao mesmo tempo, Anderson Quevedo do Nascimento, gerente de Agronegócios do Banco do Brasil no RS, enfatizou o fortalecimento dos dirigentes sindicais com a instituição financeira e colocar em um mesmo patamar de entendimento os colegas bancários com os funcionários dos sindicatos, que realizam o Coban. “Estamos aqui para mostrar o quanto valorizamos o Coban e, especialmente, com a Fetag. Digo isso porque a Federação tem hoje 70% do Coban, o que na safra passada movimentou R$ 460 milhões com apenas 120 sindicatos operando ativamente. Temos 1.000 agências, mas precisamos de agilidade. A chance de insucesso na safra é muito grande e o agricultor não pode correr riscos de não ter o crédito na hora da implantação da lavoura. No entanto, essa mesma agilidade que pedimos aos nossos gerentes, temos que ter nas suas entidades”, alertou Nascimento.

As plenárias no Interior ocorrerão nas sedes da Associação Atlética do Banco do Brasil (AABB) dos respectivos municípios com início às 9 horas, almoço no local e término às 16h30, de acordo com o cronograma abaixo:

Cronograma da Fetag-RS

31/7: Porto Alegre Litoral; Camaquã; Vale do Caí; Vale do Taquari e Sinos Serra.
1/8: Veranópolis Serra; Serra do Alto Taquari e Campos de Cima da Serra.
2/8: Carazinho Alto Jacuí; Médio Alto Uruguai; Passo Fundo e Alto Uruguai.
3/8: Santo Ângelo Missões I; Missões II; Santa Rosa; Ijuí e Três Passos.
17/8: Santa Maria Quarta Colônia; Santa Maria; Vale do Rio Pardo e Baixo Jacuí e Centro Serra e V. do Rio Pardo
21/8: São Lourenço do Sul Sul e Fronteira.

Luiz Boaz - Fetag-RS

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.

Conferência Nacional

banner cndr 2015

Últimas notícias rurais