Sidebar

19
Dom, Maio

Rurais
Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Aposentados e pensionistas associados aos Sindicatos de Trabalhadores rurais, lideranças sindicais, além de representantes das Comissões Estaduais de Jovens e Mulheres Rurais/Fetaemg, estão reunidos em Belo Horizonte para debater sobre a Política Nacional da Terceira Idade. “Temos como meta construir as diretrizes da Política Nacional da Terceira Idade no Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR). Para isso vamos debater sobre saúde, previdência social e políticas sociais, por exemplo. Temos também o objetivo de construir uma plataforma política da terceira idade na Fetaemg e Sindicatos”, explica a diretora de Políticas Sociais da Fetaemg, Maria Alves de Souza.

O Encontro é promovido pela Fetaemg em parceria com a Contag e o Serviço de Aprendizagem Rural (Senar,-MG). Também participam das atividades representantes da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e do Conselho Nacional de Saúde.

Estão incluídos na programação assuntos relacionados ao estatuto do idoso, empréstimo consignado, sucessão rural, saúde preventiva e cuidados básicos de saúde, entre outros.

De acordo com a secretária Nacional da Terceira Idade/Contag, Lúcia Moura, esse encontro em Minas Gerais faz parte de um conjunto de atividades que a Contag, junto com as Federações e os Sindicatos, estão promovendo com a proposta de ouvir as bases para construir as diretrizes da Política Nacional da Terceira Idade. “O empréstimo consignado tem sido uma das principais demandas apresentadas nesses encontros. Outra questão está relacionada à dificuldade de acesso da terceira idade às políticas públicas de saúde e educação. Tem ainda a previdência social. Há uma grande dificuldade em conseguir a aposentadoria.”

O presidente da Fetaemg, Vilson Luiz da Silva, ressalta que os aposentados têm uma forte representatividade no Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais e são pessoas com uma vasta experiência de vida e que têm muito que contribuir para o fortalecimento das ações sindicais. Por isso é importante aproveitar o momento para debater junto com a base ações que possam de fato oferecer melhor qualidade de vida para a categoria.

Nesta manhã, os participantes discutiram sobre a necessidade de garantir a participação da terceira idade nas Conferências Municipais e Estaduais de Assistência Social, Direitos Humanos e Saúde.

As atividades terminam na quinta-feira(12) com a formulação de propostas que nortearão as ações do MSTTR na Política Nacional da Terceira Idade. O próximo passo será a realização da Plenária Nacional, que terá caráter propositivo, quando serão apresentadas as demandas aprovadas nos Estados.

Números: Na meio rural, o último censo demográfico realizado pelo IBGE, revelou que dos 192 milhões de habitantes no Brasil, cerca de 20% estão vivendo no campo. Considerando apenas os benefícios previdenciários de aposentadorias por idade pagos pelo INSS na área rural, o percentual de pessoas acima de 55 anos de idade atinge cerca de 14% da população rural.

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.

Conferência Nacional

banner cndr 2015

Últimas notícias rurais