Sidebar

18
Qui, Jul

Rurais
Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Milhares de trabalhadores e trabalhadoras rurais de Minas Gerais, Porto Alegre e Rio de Janeiro organizaram manifestações contra a Proposta de Emenda Constitucional 287/2016 que promove uma ampla e nefasta reforma na Previdência Social.

Os atos e protestos ocorrem simultaneamente em todas as gerências regionais do INSS e visam denunciar à população o impacto que a PEC 287 trará para o conjunto da classe trabalhadora, especialmente para o trabalhador e trabalhadora do campo, que enfrentam condições adversas de trabalho. 

Capitaneada pela Federação dos Trabalhadores em Agricultura de Minas Gerais (Fetaemg), só em Minas Gerais a atividade mobilizou mais de 600 ônibus oriundos de todas as regiões do estado com as mudanças na previdência.

A nova regra iguala e aumenta de 55 anos (mulheres) e 60 anos (homens) para 65 anos a idade mínima para o trabalhador e a trabalhadora rural se aposentarem.

A mudança também estabelece a obrigatoriedade de uma contribuição individual, tendo renda ou não da agricultura, ignorando as variações sazonais. Atualmente essa contribuição é feita de forma indireta por meio da comercialização da produção e da comprovação na atividade rural, levando em consideração as condições da safra.

“É agora ou nunca. Temos que aniquilar esse governo ilegítimo que veio para retirar direitos de nosso povo. Não podemos mais ficar calados. Não é o primeiro nem o último ataque que ele promove contra a classe trabalhadora. Por isso a Fetaemg fez esse chamado para avisar que não aceitaremos nenhum direito a menos”, convocou o dirigente nacional da CTB.

Confira fotos da ativdade:

Em Minas Gerais

ato inss minas3

ato inss minas

ato inss minas4

Em Porto Alegre

ato inss poa1

ato inss poa2

ato inss poa3

No Rio de Janeiro

ato inss rj

ato inss rj2

Cinthia Ribas - Portal CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.

Conferência Nacional

banner cndr 2015