Sidebar

26
Dom, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Neste dia 1º de outubro, quando comemora-se o Dia Nacional do Idoso, a CTB presta todo o seu respeito a esse trabalhador e trabalhadora brasileiro que ajudou a construir a Nação que temos hoje.

Instituído em 1991 pela Organização das Nações Unidas (ONU), a data serve para fazer uma reflexão sobre a qualidade de vida dos idosos brasileiros e as políticas públicas voltadas a essa importante parcela da população. A celebração visa também sensibilizar a sociedade para as questões do envelhecimento e da necessidade de proteger e cuidar da população mais idosa. Em muitos países, os idosos têm se beneficiado de menores taxas de pobreza e de fome, maior acesso a medicamentos e serviços de saúde e de ensino superior e oportunidades de emprego.

Com uma das maiores populações idosas do mundo, o Brasil precisa refletir a qualidade de vida que é oferecida as pessoas com mais de 60 anos. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2013, o total de idosos era de 26,1 milhões, o que representa 13% do total de habitantes do País. Essa população cresce em media 0,4 ponto percentual ao ano, em 2001 os idosos representavam 9% da população.

Portanto, é fundamental que seja reconhecido o valor do idoso brasileiro, com aprovação de uma política de valorização das aposentadorias, fim do fator previdenciário, entre outras medidas, que poderiam trazer muito mais dignidade e qualidade de vida para o trabalhador aposentado.

Respeito é a palavra que a CTB destaca neste 1º de outubro, quando comemoramos o dia daquele que tanto fez e continua fazendo pelo país.

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.