Sidebar

21
Ter, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Depois de rasgar a Constituição Federal, o que se viu hoje (30) no julgamento proferido pela Suprema Corte foi o mais puro servilismo aos interesses da classe dominante.

A terceirização generalizada e irrestrita é alimento fértil para a precarização do trabalho e há tempos vem sendo reivindicada pela classe empresarial. Sua aprovacão abre caminho para o trabalho análogo a escravidão.

Apontaram que a reforma trabalhista serviria para modernizar as relações de trabalho, garantir segurança jurídica e geração de empregos. No entanto,  após a implantação da nova lei, o que assistimos é a degradação do trabalho, com maior incidência de doenças ocupacionais e mortes. Já o desemprego afetou 65,6 milhões de brasileiros, que, fora da força de trabalho, vivem no desalento.

Todo esse desastre econômico, social e político o STF parece desconhecer. Afinal, o dia de hoje comprovou que a Casa Grande é cega e veste toga.

Adilson Araújo
Presidente Nacional da CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.