Sidebar

26
Dom, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) manifesta o seu mais profundo repúdio à tentativa de golpe de Estado ocorrida nesta quinta-feira, 30 de setembro de 2010, contra o presidente do Equador, Rafael Correa.

A CTB se soma aos diversos governos, entidades, partidos políticos e organizações sociais progressistas da América Latina e de todo o mundo para se solidarizar ao povo equatoriano, que certamente saberá fazer valer a democracia no país, e não se deixará que sua Constituição seja mutilada por meia dúzia de golpistas.

As forças reacionárias de nosso continente já tentaram agir dessa maneira na Venezuela, em abril de 2002, e fracassaram rotundamente. Oito anos depois a história se repete – e novamente será o povo o fiador da democracia na América Latina.

Já não há espaço em nosso continente para iniciativas golpistas dessa natureza. A cada eleição, o povo atinge um estágio mais elevado no protagonismo político de nossas nações. No Equador, não será nenhuma atitude desesperada, de forças reacionárias da direita, que colocará em risco a democracia e os direitos constitucionais.

É com esse espírito que a CTB espera ver a ordem constitucional ser prontamente restabelecida em todo território equatoriano. Da mesma forma, esperamos que o presidente Rafael Correa se recupere o mais rápido possível das agressões sofridas nesta quinta-feira, de modo que ele possa conduzir as instituições do Equador de volta à normalidade e retomar as transformações sociais que vem sendo colocadas em prática no país nos últimos anos.

Viva a democracia! Viva o povo latino-americano!

Wagner Gomes
Presidente nacional da CTB

São Paulo, 30 de setembro de 2010.
0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.