Sidebar

15
Seg, Jul

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
logo_ctbA CTB – Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil condena enfaticamente a decisão do Comitê de Política Econômica (Copom) do Banco Central, que nesta quarta-feira (20) aumentou de 12,25% para 12,5% ao ano a taxa básica de juros no país.

Confira abaixo a nota, assinada pelo presidente da CTB, Wagner Gomes:

Mais juros, menos desenvolvimento

A CTB condena em absoluto a continuidade da política de aumento de juros praticada pelo governo da presidenta Dilma Rousseff. Em cinco reuniões realizadas pelo Copom, todas resultaram na mesma decisão, favorável aos interesses do mercado financeiros e dos investidores internacionais.

Ao aumentar para 12,5% a Selic, o Banco Central demonstra mais uma vez sua falta de sintonia em relação aos anseios populares e de parte do empresariado. Mais juros significam menos empregos, menos investimentos produtivos e, diante de um cenário internacional que a cada semana se mostra mais nebuloso, tal decisão coloca em risco o projeto de desenvolvimento necessário para o Brasil.

Novamente vemos que a pressão exercida pelo “deus mercado” e pela mídia conservadora surtiu o resultado esperado. A CTB reafirma o que vem dizendo desde janeiro, quando o Banco Central aumentou pela primeira vez os juros durante o governo Dilma: não foi esse o projeto que saiu como vencedor nas eleições do ano passado.

O argumento falacioso de risco de aumento de preços já não tem força nem mesmo na grande mídia. A inflação, anunciada em tom de catástrofe pela mídia e seus “especialistas”, arrefece a cada mês. Enquanto isso, o Brasil perde a maior oportunidade das últimas décadas, ao abrir mão de uma política macroeconômica ousada, que seja capaz de elevar o desenvolvimento de nossa nação a um patamar inédito.

A CTB reafirma seu compromisso com a classe trabalhadora e seus interesses. Continuaremos ao lado da presidenta Dilma, mas não nos furtaremos de exercer uma postura independente, que sempre nos permitirá apoiar o governo nos momentos necessários e apontar seus retrocessos a cada vez que o povo sair lesado.

Wagner Gomes
Presidente Nacional da CTB
São Paulo, 20 de julho de 2011.
0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.