Sidebar

24
Sex, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
logo_ctbA Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) vem a público para manifestar seu total apoio aos metroviários de São Paulo, que estão em greve desde a zero hora desta quarta-feira (23).

Para a CTB, são mais do que justas as reivindicações dos trabalhadores, que incluem 4,37% de correção e 14,99% de aumento real, equiparação salarial, reajuste de 23,44% para VR e VA de R$ 280,45, PR maior e igualitária, plano de saúde acessível para os  aposentados, periculosidade sobre todos os vencimentos, entre outros pontos.

Não é de hoje que os metroviários alertam a sociedade para a atitude de descaso do governo estadual diante da situação que se encontra o sistema, assim como seus funcionários, que enfrentam cotidianamente péssimas condições de trabalho, agravadas pela superlotação, constantes falhas técnicas e o quadro defasado, que culminam em excesso de horas extras e afastamentos por doenças do trabalho.

A CTB apoia esse movimento e o pleito da categoria desde o princípio, e condena a falta de reconhecimento da Cia do Metrô com os trabalhadores metroviários, que se empenham cotidianamente para tentar manter o alto padrão de qualidade para a população paulistana.

Para a CTB, se até hoje não houve um colapso no sistema é em razão da dedicação dos metroviários, que hoje transportam cerca de 4,5 milhões de usuários, mesmo a partir de um quadro de funcionários defasdo.

Wagner Gomes
Presidente da CTB Nacional

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.