bloco

bloco

Pelos Estados
Ferramentas
Tipografia

saude floripaA paralisação dos servidores da saúde de Santa Catarina continua nesta quinta-feira (25). A greve ocorre desde as 7h desta terça-feira (23), quando cerca de 70% dos servidores entraram em greve.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Saúde Público Estadual e Privado de Florianópolis (SindSaúde), quatro itens estão em negociação entre os trabalhadores e o governo do estado. Em três já houve acordo.

Enquanto isso, os serviços de urgência e emergência serão mantidos, além do atendimento aos pacientes já internados. Já os demais serviços estão suspensos. Consultas e exames não estão sendo atendidos e as cirurgias eletivas que estavam agendadas tiveram que ser canceladas.

No dia 9 de outubro, o Sindicato havia anunciado a greve em todos os hospitais públicos do estado, mas, a pedido do Governo, suspendeu o movimento. Foi solicitado um prazo de 15 dias para que uma nova proposta fosse apresentada ao SindSaúde, o que até agora, segundo o Sindicato, não teria acontecido.

Há um mês e meio as duas partes tentam entrar em um consenso. Os três pontos já resolvidos são em relação à reposição contínua dos medicamentos nos hospitais, manutenção da hora-plantão e contratação de mais servidores. O ponto de discordância está na gratificação salarial.

Portal CTB com agências