Sidebar

16
Ter, Jul

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

No período de 16 a 20 de janeiro de 2012, no Hotel Santa Mônica, em Guarulhos-SP, o CES -Centro de Estudos Sindicais e a CTB – Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, irão realizar dois cursos nacionais de formação, simultaneamente, sendo um referente à formação de formadores e formadoras e o outro referente à gestão sindical.

Segundo o coordenador adjunto do CES e secretário de políticas sociais da CTB, Carlos Rogério Nunes, que participa da organização dos cursos, 14 dirigentes, professores e assessores do CES se reúnem nesta quinta-feira, 12/01, para finalizar o planejamento dos cursos de formadores e formadoras e de gestão sindical que terão início no próximo dia 16/01. Mais de 100 sindicalistas de todas as regiões do país estão inscritos, além de observadores e dirigentes sindicais que acompanharão as jornadas.

O primeiro tem como objetivo principal contribuir para a formação de formadores e formadoras que deverão multiplicar os cursos e demais atividades de formação pelo Brasil afora. O segundo destina-se a sindicalistas e ativistas sindicais que queiram aprofundar a compreensão sobre o funcionamento e organização das entidades sindicais.

Desde as origens do movimento sindical no Brasil, os historiadores constatam que foram desenvolvidas inúmeras atividades teóricas de formação. A ascensão do sindicalismo classista- constatada, sobretudo a partir da segunda década do século XX - permitiu que as atividades de formação classista proliferassem nas conjunturas democráticas e tivessem sérios retrocessos nas conjunturas ditatoriais. Os governos autoritários tudo fazem para que o proletariado não se conscientize a respeito da exploração a que está submetido.

A partir do final de 2008 – quando a CTB estava completando seu primeiro aniversário – o processo de formação classista intensificou-se. Fruto de um convênio firmado entre a CTB, presidida por Wagner Gomes e que tem como Secretária de Formação e Cultura Celina Areas, e o Centro de Estudos Sindicais – CES presidido por Gilda Almeida.

Considerando-se o período de novembro de 2008 a fevereiro de 2010, foram realizados 18 cursos básicos atingindo 24 Estados, dois cursos nacionais de formação de formadores, 2 cursos de formação de facilitadores de planejamento estratégico situacional, seminário nacional, diversos cursos, seminários, palestras em entidades filiadas a CTB, chegando-se a atingir mais de 1900 participantes. Nas atividades de formação promovidas pelo CES em entidades não filiadas a CTB, chegou-se a quase 1.100 participantes.

Os cursos visam mostrar a necessidade de que as entidades sindicais tenham uma secretaria de formação, que deverá promover atividades que propiciem aos diretores e diretoras, aos funcionários e funcionárias e à categoria, a possibilidade de terem uma formação contínua; a segunda refere-se à necessidade de planejar as atividades sindicais, inclusive as de formação.

Secretaria de Formação e Cultura da CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.