Sidebar

18
Seg, Mar

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
Com cerca de 14 organizações e associações e sindicatos foi que a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil realizou nos dias 22 e 23 de junho em Porto Velho seu curso de Formação sindical para os Estados de Rondônia e Acre.

O Curso de Formação Sindical foi elaborado e aplicado pela Secretaria Nacional de Formação da CTB em parceira com o Centro de Estudos Sindicais e as seções estaduais da CTB no Acre e Rondônia.  O Curso de Formação Sindical apresentou ementa de quatro assuntos, Análise de Conjuntura Política, ministrado pela Secretaria Nacional de Formação a CTB, Celina Arêas, Concepções Sindicais, ministrado pelo professor Augusto César Petta do Centro de Estudos Sindicais, Transformações no Mundo Trabalho, ministrado pelo Professor Hildo Montysuma, História do Movimento Sindical, com o professor José Rodrigues Arimatéia ambos os professores da escola acreana.

Participaram do curso 36 dirigentes sindicais e de associações, bem como militantes do movimento sindical. Nos dois dias do curso acreanos e rondonienses puderam atualizar seus conhecimentos acerca da atuação do sindicalismo brasileiro na construção da luta pelos direitos do trabalhador em nosso país. "Preparar os sindicatos para a luta política e para o enfrentamento da crise econômico financeira é papel das centrais sindicais, e nesse sentido a Central dos Trabalhadores do Brasil se destaca por promover a formação do dirigente sindical para que o mesmo possa estar atuando mais e com qualidade", avalia Francisco Batista Pantera, presidente da CTB de Rondônia.

"Por ser uma entidade nova no contexto do movimento sindical brasileiro esta Central Sindical precisa estar atualizada na formação para garantir o fortalecimento da luta do trabalhador brasileiro, não podemos deixar que por conta dessa crise o trabalhador seja o principal prejudicado, temos que nos unir e lutar para que os direitos sejam preservados e que mais empregos sejam criados. Nosso país precisa se desenvolver mais e mais, para que o emprego melhore e isso só vamos conseguir se fortalecemos os sindicatos e organizações da sociedade que lutam pelo trabalhador...", emenda Professor Pantera.

O Curso de Formação Sindical teve duração de 16 horas e foi realizado na Casa Betânia, centro de formação e espaço de alojamento da Arquidiocese de Porto Velho, foi organizado em parceria com o vizinho Estado do Acre que enviou para o curso 20 pessoas.   

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.