Sidebar

21
Dom, Jul

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Com o objetivo de qualificar a intervenção dos sindicalistas nas ações diárias junto aos trabalhadores, a CTB Pará realizou nos dias 12,13 e 14, em Belém, os Cursos de Formação Sindical Básica e de Gestão Sindical. Os cursos, ministrados pelo Centro de Estudos Sindicais – CES em parceria com o convênio entre o CES e a CTB Nacional, cumprem o papel de preparar os dirigentes para o processo de gestão sindical, visando a ação classista das entidades sindicais, para a defesa e promoção dos direitos da classe trabalhadora paraense.

 

Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Domésticos da Região Amazônica, Sindicatos dos Trabalhadores Petroleiros, Sindicato dos Trabalhadores Cíveis do Estado do Pará-SEPUB, Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará-SINTEPP e Sindicato dos Químicos de Barcarena, foram algumas das entidades que particparam dos cursos. Ao todo foram 89 sindicalistas participantes, sendo 59 homens e 30 mulheres, representando 23 entidades sindicais de caráter estaduais e municipais.

Para o presidente da CTB-Pará Marcos Fonteles, “a CTB cumpre uma tarefa fundamental que é proporcionar formação dos dirigentes sindicais no Pará”.

Parceria de sucesso

O secretário geral estadual e coordenador geral dos cursos, Cleber Rezende, ressaltou a importância da parceria. “A parceria entre a CTB-Pará e as direções das entidades sindicais, foi fundamental para o processo de mobilização dos sindicalistas, para garantir a participação nos cursos de formação, o que contribui no fortalecimento da ação classista dos cetebistas no cenário sindical paraense” afirmou Rezende.

Augusto Petta, coordenador do CES, destacou que é a quarta vez que atividades de formação e planejamento são promovidas no estado.  Alcançando o 2º lugar em número de participantes. Petta reforçou a importância dos cursos serem reproduzidos em cada entidade sindical filiada à CTB-PA. "É necessário a constituição de um núcleo de formadores sindicais no Pará”, destacou o coordenador do CES.

ctbpa cursos-formacao2

Para Lucicléide Reis, presidente da Federação dos Trabalhadores Domésticos da Região Amazônica, no momento em que o movimento sindical encontra-se um tanto quanto fragilizado e os sindicalistas se sentindo um pouco desestimulados pelos inúmeros  motivos tais como: uma justiça de trabalho falida, o empresariado inflexível nas relações de trabalho, “a CTB, surge como uma injeção de ânimo para as lideranças sindicais das mais diversas representações, com a realização de cursos de qualificação, com o intuito de resgatar a auto estima das classes sindicais dirigentes e dando a estes a garantia que eles não estão só,  que lutar é preciso e vencer é possível”.

Na opinião da sindicalista, diante da nova conjuntura política e sindical, “é necessário que todos os dirigentes sindicais tenham em mente a necessidade da qualificação e formação de novas lideranças, para que a luta continue no enfrentamento com os empregadores. A ideia da CTB/PA em realizar os cursos, foi uma grande sacada para o movimento sindical e para a classe trabalhadora, que irão levar essas informações até as suas bases. Portanto, parabéns aos dirigentes da CTB pela oportunidade, pois a meu ver, Central atuante é aquela que se preocupa em informar e formar suas lideranças”, destacou.

Avanço

A vice- presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Cíveis do Estado do Pará-SEPUB, Marcela Nogueira, afirmou que “a formação sindical é de extrema importância para o avanço da luta sindical”. Portanto, “precisamos ter a compreensão, que é necessário que cada dirigente sindical possa está desenvolvendo a formação, buscando atualizar seus conhecimentos, analisar a realidade em que está inserido, bem como precisamos entender que esta formação precisa ser constante na vida do sindicalista e deve ser tarefa prioritária das entidades”.

Durante os três dias os professores do CES ministraram no Curso Básico de Formação Sindical os temas: Origem e o Papel dos Sindicatos e História do Movimento Sindical Brasileiro; Transformações no Mundo do Trabalho e Análise de Conjuntura, como fazer. Já no Curso de Gestão Sindical os temas foram: Negociação Coletiva; Organização por Local de Trabalho; A Importância do Planejamento Estratégico Situacional e de Formação Sindical.

“Buscamos na realização dos cursospreparação político-sindical, bem como o aprimoramento do processo de gestão das entidades sindicais exercidos pelos dirigentes sindicais classistas da CTB”, afirmou Érico Leal, vice-presidente da CTB-PA.

ctbpa cursos-formacao3

O presidente do Sindicato dos Vigilantes Municipais de Barcarena, Wenilton Silva aproveitou sua intervenção para destacar o aprendizado dsenvolvido. "Agradeço a oportunidade, pois, o aprendizado oferecido certamente será fundamental para gerenciar o sindicato que hoje presido, e sem dúvida, nessa minha pouca vivência na luta sindical, esse movimento foi um dos mais importantes, e mais, irá contribuir para a continuidade na luta em defesa dos nossos companheiros vigilantes municipais de Barcarena, além disso, sei que todos os esforços feitos nesses três dias valeram a pena”, afirmou.

Os sindicalistas, Adamor Nunes, presidente do Sindicato dos Eletricitários do Pará, Edmilson Oliveira, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Marabá, e Antônio Cláudio Aquino, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Carro Forte, Escolta Armada e Transporte de Valores do Pará, entre outros sindicalistas, também registraram a importância dos cursos do CES na preparação política dos sindicalistas, bem como no processo de gestão das entidades sindicais para um melhor desempenho na tarefa de dirigir o instrumento de luta e representação da classe trabalhadora, ou seja, os sindicatos.

Fonte: CTB-PA

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.